Gato que perdeu patas em acidente, ganha e se adapta a próteses e vira celebridade

Um gato de seis anos se tornou uma celebridade nas redes sociais depois de receber duas próteses para substituir suas patas traseiras — a primeira operação do tipo bem-sucedida na Itália.

Vito, ou Vituzzo, sofreu as amputações após ser atropelado por um carro em Milão, durante a viagem de lua de mel de suas donas, a ex-jogadora de basquete Silvia Gottardi e sua esposa, a designer gráfica Linda Ronzoni.

E, agora, a história de Vito ficou amplamente conhecida graças aos compartilhamentos online com a hashtag #vituzzosuperstar.

Na cirurgia, os veterinários conectaram as próteses diretamente no que restou dos ossos das patas do animal.

Em geral, gatos que sofrem as mesmas lesões que Vito costumam ser sacrificados. Mas ele pode ser visto passeando por sua casa em posts nas suas populares contas no Instagram e no Facebook. Recentemente, suas donas, Silvia e Linda, também puderam ser vistas, em postagem com a legenda "retrato de família".

Elas dizem à BBC que foram inspiradas pelo gato inglês Oscar, o primeiro a receber próteses após um acidente.

O gato vem de uma cidadezinha no noroeste a Sicília, chamada San Vito Lo Capo, conta sua página no Facebook.

Ele pertencia à mãe de Silvia, mas precisou encontrar um novo lar depois que ela morreu e o pai de Silvia começou a namorar uma pessoa alérgica a gatos.

Em julho de 2018, Silvia e Linda se casaram. Em razão de seus compromissos de trabalho, elas precisaram adiar a lua de mel, mas conseguiram finalmente viajar em dezembro. Durante a viagem, um amigo recebeu Vito em sua casa - e foi neste período que ele sofreu o acidente.

O gato ficou desaparecido por mais de um dia e foi encontrado com ferimentos tão sérios que uma das patas foi imediatamente amputada - os cirurgiões ainda tentaram salvar a outra, sem sucesso.

"[O Vito] perdeu uma de suas patas e corre o risco de perder a outra, sem a qual não conseguirá viver," escreveram Silvia e Linda à época.

"Estamos longe de casa neste momento terrível. Por sorte, temos pessoas lindas por perto, que estão cuidando dele."

Após ficar claro que a segunda pata teria de ser amputada, em razão de uma infecção, os cirurgiões deram a Vito "patas" temporárias. Enquanto isso, trabalharam para conseguir uma solução permanente para o animal, as próteses similares às utilizadas por atletas.

A operação seguinte foi um sucesso e, após meses se adaptando à sua nova condição de "gato biônico", Vito parece agora viver confortavelmente.

Um ano após o acidente, o gato celebridade pode ser visto em vídeos andando pelas ruas e escalando almofadas em casa.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Delta

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários