Cachorrinha afastada precocemente de seus filhotes volta a ser feliz após acolher gatinho fofinho

Mesmo após viver sem um lar e de ter sido afastada precocemente dos filhotes, a cadela Oakley seguiu com o instinto materno e acolheu gatinho filhote

Acostumada a cuidar de animais, a reabilitadora da vida selvagem, Sam Christie, conheceu a história de uma golden retriever de 5 anos, que precisava de um lar.

Apesar de Christie já ter gatos em casa e cuidar de muitos outros em lar temporário, o afeto por Oakley, como foi batizada, não a impediu de a levar para casa.

Foto: Sam Christie

Christie que mora em Boise, Idaho, observou que Oakley era muito insegura e queria estar perto dela o tempo todo. O comportamento ficou mais perceptível ainda, quando a tutora trouxe para casa dois filhotes de gatinhos, que devido ao tamanho, impedia a cadela de se aproximar, deixando-a eufórica.

Com o passar das semanas, sucedeu que os gatinhos ficaram fragilizados devido a uma doença fatal chamada parvovírus e que acabou matando um dos filhotes.

Blue, o sobrevivente, teve que lutar bravamente para viver. Um pouco mais fortalecido, Christie cedeu e finalmente deixou Oakley se aproximar do filhote.

A reação surpreendeu positivamente a dona dos bichinhos, percebendo que o instinto materno da cadela – que já foi mãe e perdeu seus filhotes – é explorado independente da espécie do filhote ao lado.

Depois desse primeiro contato, o resultado não poderia ser outro, os dois viraram amigos inseparáveis, como podemos observar nessa foto:.

Foto: Sam Christie

A tutora diz ainda: “Parece que eles precisam um do outro, mais do que ele precisa de mim. É muito legal ver que eles têm um vínculo como esse."

Foto: Sam Christie

Explosão de fofura em 3,2,1..

Foto: Sam Christie

Quem foi que disse que cão e gato não se dão bem? Será que ainda você vai pensar isso depois dessas fotos? Acho que não, hein...

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários