Cão Corgi tem patas curtas demais para pular em sofás, então ganha um do seu tamanho

Desde que era apenas um filhote, o cãozinho Tonic é obcecado por sofás. Não importa o tamanho, a cor ou a composição deles, qualquer um merece ser contemplado e visitado pelo cão da raça Corgi.

Logo após ser adotado pela norte-americana Serena Juan, Tonic ficou impressionado com seu novo lar adotivo: além de um sofá na sala de estar, havia um móvel do tipo no quarto de sua tutora e outro no quintal de casa. Pensa num cão feliz!

“Ele é pequenino, então sempre teve problemas em pular nas coisas”, brinca Serena. “Tonic contempla, mas não consegue pular no sofá, mas vemos isso como uma circunstância mais segura para ele, então nunca o encorajamos a aprender. Nós apenas o buscamos e o colocamos onde quer que ele queira estar”, complementa.

Foto: Serena Juan / Arquivo pessoal
Foto: Serena Juan / Arquivo pessoal

Para resolver o problema dos sofás grandes demais para as pernas pequeninas de Tonic, sua tutora decidiu mandar fazer um sofá sob medida para o cãozinho.

Foto: Serena Juan / Arquivo pessoal
Foto: Serena Juan / Arquivo pessoal

“Quando o sofá novo chegou, Tonic ficou hiperativo, curioso, cheirava ele toda hora”, relata Serena. “Eventualmente, ele se jogou no sofazinho novo, descobriu que era super confortável e ficou feliz com isso imediatamente. Ele ficou no sofá e não saiu mais de lá por horas”.

Olha só que coisinha fofa:

Foto: Serena Juan / Arquivo pessoal
Foto: Serena Juan / Arquivo pessoal

"Tonic ainda gosta de ficar ‘contemplando’ os outros sofás, mas agora está apaixonado pelo seu sofazinho sob medida”, disse Juan.

“De fato, ele dorme nesse sofá todas as noites, e também é o ponto de encontro dele. Então, na maior parte do tempo, você pode pegá-lo no sofá. Ele até trouxe alguns de seus brinquedos [favoritos] para ficar mastigando sobre ele”, concluiu.

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários