Cachorra vira-lata que sofre com 'megaesôfago' ganha cadeira adaptada para se alimentar com qualidade

Uma invenção notável está salvando a vida de uma cadela com deficiência na Flórida (EUA). Stella estava morando no abrigo Brevard County Animal Care Center quando foi adotada pela fazendeira Stephanie Hartsock, que a viu e se apaixonou.

Stephanie foi informada que Stella sofre de uma condição chamada megaesôfago, na qual ela é incapaz de comer como a maioria dos cachorros, uma vez que os alimentos são regurgitados quase que imediatamente.

“Eu tinha que alimentá-la dentro de uma banheira cinco vezes ao dia de uma maneira bastante específica, para que os alimentos ficassem em seu estômago, sendo digeridos e não regurgitados”, disse a dona de Stella.

O processo era muito complexo e tomava muito tempo da mulher.

Ao ficar sabendo de suas dificuldades, o empreendedor norte-americano Brian Bononi decidiu ajudá-la criando uma cadeira portátil que se adapta ao tamanho de Stella e permite que ela se alimente normalmente.

Wesh (NBC) / Reprodução
Wesh (NBC) / Reprodução

O resultado é revolucionário: a cachorrinha consegue comer por conta própria e com qualidade, sem arrotar ou fazer ânsia de vômito.

A condição do megaesôfago persiste, mas ao menos Stella agora pode fazer aquilo que todo mundo ama: comer com prazer e muito deleite!

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários