Cachorro com saudades faz questão de ficar todos os dias no caminhão do falecido dono

Tem um ano desde que o seu dono faleceu, mesmo assim, o cão faz questão de ficar no banco do motorista, como se assim, pudesse estar perto dele.

A lealdade dos animais, algo tão natural para eles, tem tanto a nos ensinar. Mesmo depois da vida, cachorros são bons companheiros e incapazes de esquecer de quem os cuidou e os amou.

O cachorro Wiggles é a prova disso. Depois de um ano do falecimento do seu dono, o cão segue indo no local em que seu dono sempre esteve — dentro do seu caminhão de reboque.

Wiggles late em frente da porta até que alguém abra para ele subir e depois deita no banco do motorista, como se de alguma forma pudesse estar no colo do seu dono. Muito tocante, né?

Mesmo sentindo muita falta do seu companheiro, Wiggles achou uma maneira de continuar próximo do seu dono, ao estar no caminhão.

O companheirismo entre o cachorro e seu falecido dono, é claro, sempre foi forte. “Ele nunca saiu da sala durante o mês em que o pai esteve lá. Tivemos que carregá-lo para fora para ir ao banheiro.”

O filho do dono de Wiggles, que agora é responsável por ele, compartilhou a seguinte mensagem:

“Sempre que alguém está no caminhão, ele entra e sai para passear pelo quintal. Se ninguém estiver no caminhão, ele irá até à porta do motorista e latirá até que alguém o deixe entrar. Temos que buscá-lo e carregá-lo quando for a hora de voltar para casa”, disse.

Querido, felizmente o seu desejo em matar a saudade do dono é respeitada pela família.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários