Cão shar-pei é abandonado em estação de trem porque mulher ‘não gostou da sua aparência’

Por
em Cães

É muito cruel reconhecer que algumas pessoas se recusem a adotar um cão por conta da sua aparência. Uma situação parecida aconteceu na Escócia em 2015, e acabou ocasionando o abandono de um shar-pei em uma estação de trem.

O cão foi encontrado amarrado, com uma mala com vários de seus pertences como brinquedos, comida, travesseiro, mas sozinho e triste.

Depois de alguns meses, foi descoberto como o cachorro Kai foi parar naquela situação. O até então dono havia levado o animal até o local para vender para uma mulher e acabou indo embora, a mulher que estava com o cachorro admitiu que não gostou da aparência do animal e que ele seria diferente do anúncio que ela havia visto, então ela resolveu virar as costas e ir embora, o deixando lá sozinho. Ela afirma que "não fez nada errado", deixando o cão para trás. Inacreditável!

Depois de algum tempo, o caso repercutiu e uma equipe de resgate de animais da Escócia foi até o local para ajudar o cachorro e logo foi descoberto que sofria de complicações oculares e precisava desesperadamente de cirurgia.

De acordo com a Lei Escocesa de Saúde e Proteção Animal de 2006, é um crime federal abandonar um animal. Qualquer um que for considerado culpado será multado e posteriormente banido de possuir animais.

Mesmo acolhido, dificilmente o pobre cachorro esqueceria de uma cena dessas, mas felizmente estava livre da guarda de pessoas como as que lhe fizeram esse mal.

Como a vida se encarrega de trazer o que merecemos, rapidamente um homem de boa índole que se destacou em centenas de candidatos esperançosos, chegou na vida do Kai para adotá-lo e lhe encher de amor e carinho!

Agora o cão abandonado tem um lar de verdade e finalmente pôde dormir em paz.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com