Após morte do seu cachorro, criança de 4 anos envia carta para Deus pedindo que Ele o receba no céu e é respondida

Por
em Notícias
O pedido de enviar a carta partiu da criança e foi atendido pela sua mãe, o que a família não esperava, era que seriam respondidos!

Quando um animal de estimação morre, ele acaba deixando um vazio enorme na casa e nos corações dos seus donos. Mesmo que com o passar do tempo, novos animais sejam adotados, nenhum ser é substituível, mas, ainda é possível transformar o luto em agradecimento por ter convivido um período com o bichinho em questão.

Em gratidão aos momentos vividos com seu cachorro Abbey de 14 anos que havia falecido, a pequena Meredith, de apenas quatro anos, que vive nos Estados Unidos, resolveu enviar uma carta para Deus junto com uma foto dos dois juntos, para que Ele pudesse reconhecê-lo e recebê-lo no céu. O pedido inusitado à mãe aconteceu no dia seguinte ao falecimento de Abbey.

Enquanto a sua mãe Joy Scrivener escrevia a carta, Abbey era quem ditava as palavras.

Confira a carta na íntegra:

"Querido Deus, O Senhor pode tomar conta da minha cadela? Ela morreu ontem e está no céu, aí com o Senhor. Fico feliz que tenha deixado ela ficar com a gente mesmo quando ficou doente. Espero que o Senhor brinque bastante com ela. Ela adora nadar e jogar bola. Para o Senhor não se confundir, estou enviando uma foto dela. Espero que reconheça logo minha cadela. Estou com muita saudade dela. Meredith".

Muito emocionante, né?

Após escreverem a carta, Meredith fez questão de colar vários carimbos, porque, segundo ela, seriam necessários muitos carimbos para levar a carta até o céu, e a criança colocou a carta que tinha o endereço da família como retorno, no correio. O que a mãe de Meredith não esperava, é que a carta seria respondida, isso realmente não estava programado, mas a resposta chegou.

Alguns dias depois, a família recebeu um envelope dourado, com o nome da menina, junto com o livro "Quando um Pet Morre", de Fred Rogers, a foto de Abbey, além de uma cartinha.

A carta tinha as seguintes palavras:

"Querida Meredith, a Abbey chegou bem ao céu. A foto que você me enviou, ajudou muito e eu a reconheci imediatamente. Abbey não está mais doente. O espírito dela está aqui comigo, assim como está no seu coração. Ela adorou ter sido seu animal. Como não precisamos de nossos corpos no céu, não tenho bolso para guardar a sua foto. Assim, a estou devolvendo dentro do livro para você guardar como uma lembrança da Abbey. Obrigado por sua linda carta. Com amor, Deus.”

Em entrevista, a mãe contou que Meredith, ao contrário da família, não ficou surpresa ao receber a resposta. Para a menina, era bastante óbvio que Deus responderia sua carta. A autora da carta foi uma funcionária do correio que se solidarizou com a carta de Meredith, após a repercussão da história.

Essa história é, provavelmente, uma das coisas mais emocionantes que eu já vi. Mesmo lidando com a perda do seu amigo, Meredith encontrou uma forma linda de homenagear Abbey.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com