Dono que tingiu sua cadela chow-chow para parecer com um panda gera polêmica na China; vídeo

em Notícias

Vídeo mostrando uma mulher passeando com um ‘panda’ foi o que deu visibilidade para o caso e levantou várias críticas nas redes sociais.

A cena de uma mulher passeando com um ‘panda’ na coleira pelas ruas da China recentemente, chamou bastante a atenção e curiosidade das pessoas que resolveram descobrir o que havia por detrás dessa história. As filmagens foram gravadas em 6 de junho na cidade de Leshan, China, e mostram a mulher andando com o ‘panda’ por uma travessia, na faixa de pedestres.

Após vários questionamentos, descobriu-se que o panda, na verdade, era uma cadela, da raça chow-chow, chamada Mei Niu (menina Bonita) e que havia sido tingida, segundo o seu proprietário, de forma natural. O método usado pelo dono Yang Yan, foi ferver as plantas com água para criar a cor natural e depois tingir Mei Niu, afirmando que a dinâmica era inofensiva para o animal.

Embora Yan alegue que o produto é natural e inofensivo para Mei Niu, muitas pessoas criticaram o gesto que poderia ser prejudicial ao animal, e até mesmo compararam o caso com outro caso polêmico ocorrido em que o dono de outros cachorros usou corante e tintas para tingir os seus animais com a mesma finalidade: parecerem pandas.

Com boas ou más intenções, natural ou não, a atitude de Yan acabou gerando uma grande onda de polêmica. De qualquer modo, fica o questionamento: teria mesmo necessidade de transformar o seu bichinho de estimação dessa maneira?

Veja o vídeo:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com