Ator Nicolas Prattes adota cadela que ficou órfã ao perder a dona vítima do covid-19

Por
em Notícias

Desde o surgimento do coronavírus muitas vidas têm sentido o impacto negativo da doença, inclusive os animais. A cadela Branca se enquadra nesses casos e sentiu de perto a dor causada pelo covid-19, depois de perder a sua dona para a doença.

A mulher que vivia na Zona Sul do Rio de Janeiro, cuidava de mais duas cadelinhas e 11 gatos que ficaram órfãos depois que ela faleceu, mas Branca rapidamente ganhou um novo lar. A cadela foi adotada pelo ator global, Nicolas Prattes, que compartilhou a novidade em seu Instagram no mês de maio.

Na legenda o ator conta que inicialmente Branca estranhou o ambiente e não quis comer, mas gradualmente ela foi se adaptando na sua nova casa. Segundo o ator, os outros animais estão disponíveis para adoção e já são todos castrados.

Alguns dias depois do anúncio da adoção, Prattes compartilhou novas fotos ao lado de Branca, que já parece bem mais à vontade em sua nova moradia. Que bom, né? Deve ser difícil para ela entender tamanha mudança, mas felizmente ela está segura e amparada. Esperamos que todos os companheiros da Branca tenham o mesmo destino!

Confira o relato do ator na íntegra:

“Oi! Eu sou a Branca. Minha antiga Dona me tirou da rua, ela faleceu por conta do coronavírus, eu morava no apartamento dela na zona sul do rio com mais duas cadelinhas e 11 gatos, ela vivia pra gente. Eu queria pedir para que vocês ajudassem a adotar os meus amiguinhos que ainda estão lá, o Nicolas divulgou aqui nos Stories pra vocês verem. Eu estou aqui com ele, ainda me adaptando, tentando entender… No primeiro dia eu nem comi, mas agora já estou começando a entender uma coisa...Acho que ele me AMA! E se tem uma coisa que pode nos ajudar sempre, é o amor! Obs: os primeiros cuidados veterinários serão de graça pra quem quiser adotar, a @carlamorucci é quem vai fazer. Todos os meus amiguinhos foram castrados!!!!!!”

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com