Cadelas que viviam em rodovia movimentada são adotadas por policiais rodoviários em Santa Catarina

O gesto se repete no mesmo posto, que alguns dias atrás um cachorro já havia sido resgatado e adotado por um dos policiais.

Como é satisfatório ver boas ações repercutindo e se reproduzindo. A história do resgate do cachorro Rex, que estava abandonado em uma rodovia catarinense e foi adotado por um policial rodoviário, já contada aqui, se repetiu no início deste mês.

Dessa vez, as cadelas Peca e Pretinha foram as que tiveram as suas vidas transformadas também pela ajuda policial. As cadelas, assim como o Rex, estavam vivendo às margens da rodovia da cidade de Calmon, em Santa Catarina.

Foto: Facebook / @pmrodoviasc
Foto: Facebook / @pmrodoviasc
Os cães da foto, da direita para a esquerda, são Rex (no colo do Cabo Maurício - seu novo dono), a Peca e a Pretinha.

Graças ao olhar de preocupação dos policiais do posto 22 da Polícia Militar Rodoviária, elas foram notadas, ajudadas e adotadas pelos agentes. Heróis da sociedade, esses profissionais têm se tornado heróis também para esses cães, que se continuassem abandonados nas vias movimentadas, corriam grandes riscos de morte.

Risco esse que agora elas estão livres, graças à bondade policial. Agora Peca e Pretinha são as mascotes do posto 22, onde vivem e são cuidadas por toda a equipe que trabalha no local.

Para quem não tinha dono, ganhar vários assim, elas saíram muito no lucro, não é? Que notícia boa! Parabéns aos policiais!

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários