Durante videoconferência, deputado escocês é interrompido por felino: “peço desculpas pelo rabo do meu gato”

Por
em Notícias
Não precisamos nem dizer que o ocorrido levou todos os participantes da reunião às gargalhadas, né?

Com o início da pandemia causada pelo coronavírus, a população mundial teve que se adaptar a novos costumes, como as reuniões onlines. Independente do teor das discussões, a nova modalidade de encontros está sendo amplamente utilizada por milhares de pessoas e, consequentemente, os seus animais.

A transmissão, que acontece em home office, não tem impedindo que outros moradores do lar também participem dos encontros virtuais.

Desde o início da quarentena, já presenciamos vários casos dos pets marcando presença em transmissões relevantes realizadas pelos seus donos. Foram jornalistas apresentando informações para centenas de pessoas, parlamentares decidindo questões sociais importantes ou até mesmo reuniões privadas, mas em todos esses casos os animais foram quem roubaram a cena e logo viralizaram na internet.

Dessa vez, o responsável por atrair todas as atenções foi o gato Rojo, animal de estimação do deputado escocês, John Nicolson. Enquanto discutia a necessidade de colocar legendas na televisão infantil com os colegas de parlamento em uma videoconferência, John foi surpreendido pelo rabo do gato Rojo que resolveu dar uma passadinha em frente a câmera.

A movimentação da cauda flutuante sem identificação na tela fez com que os colegas ficassem confusos sobre o que se tratava, então o deputado explicou: “peço desculpas pelo rabo do meu gato”, o que levou todos às gargalhadas.

Um gesto de interrupção muito nobre, certo? Houve um momento que John chegou a pedir ao felino: “Rojo, abaixe o rabo, por favor!”. O pedido foi atendido e em seguida Rojo deixou a reunião, mas não sem antes ter levado alegria e muitos risos para a reunião online.

Veja o vídeo:

Lógico que a presença enfática do gato viralizou e obrigou o deputado a mostrar a carinha do intruso que ficou conhecido pelo rabo. Ele não poderia ser mais fofinho, confira:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com