Criminoso que maltratava 16 cães em canil clandestino é condenado a pagar multa de R$ 209

Por
em Notícias

Em 18 de setembro, o delegado e deputado estadual Bruno Lima (PSL-SP) compartilhou um post em seu perfil do Facebook criticando a punição extremamente branda dada a um criminoso que mantinha um canil clandestino com 16 animais em situação de maus-tratos.

“Em abril derrubamos um canil [irregular], cujos cães viviam em cubículos o tempo inteiro, onde comiam as próprias fezes, devido a falta de comida. Estavam todos em estado de desnutrição”, relatou Bruno.

Cinco meses depois, a pena para o autor do crime saiu.

Na sentença, o criminoso foi condenado a pagar uma multa de apenas R$ 209 - nada mais. Tal decisão causou revolta e indignação no delegado, que expôs a situação em suas redes sociais.

“É inacreditável! Esse valor não chega nem perto de cobrir os gastos que a ONG teve para cuidar dos cães. Completo descaso!”, escreveu.

Por situações tais como esta que Bruno vem reforçando a importância de sancionar o projeto de lei 1095, que visa endurecer as penas para crimes que envolvam maus-tratos contra os animais.

“Precisamos dar um basta na impunidade”, concluiu o delegado.

Confira o post:

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.