Homem que passeava com cão quase perde as calças ao ser atacado por gata que protegia ninhada

Por
em Notícias

Seja humana ou seja animal, a proteção maternal é igual em todas as espécies. Ao perceber a aproximação de um homem e um cachorro, uma mamãe gata, visando proteger os seus cinco filhotes, partiu para cima dos dois - literalmente.

O caso, ocorrido em uma cafeteria em Istambul, Turquia, ganhou grande repercussão da internet. Segundo o Daily Mail, a cena foi registrada pelas câmeras de segurança do estabelecimento e mostram o homem olhando para a gata, quando de repente, a felina pula nele e tenta alcançar o cachorro que é erguido rapidamente pelo homem.

A situação não se dá por encerrada aí. Enquanto tenta se desvencilhar das garrinhas do gato, o homem teve que lidar com outro contratempo: as suas calças caindo. O homem teve que se proteger do gato, proteger o seu cachorro e se certificar que não ficaria pelado em via pública. É mole?

Outras pessoas intervieram e afastaram o felino do homem. No entanto, funcionários do café defenderam a gatinha - chamada Azrael em homenagem ao gato dos Smurfs, pertencente ao vilão Gargamel, - dizendo que ela apenas agiu em defesa dos seus filhotes e que a situação se repetiu até mesmo com outros cães que se aproximaram da sua ninhada.

Veja o vídeo:

Os gatos são agressivos para proteger os seus filhotes?

Não necessariamente, eles apenas estão colocando em prática os seus instintos maternos de proteção e cuidado, nada diferente dos humanos, certo? Mas para não ter erro, confira algumas curiosidades e comportamentos específicos das mamães felinas durante e pós gestação.

1. Elas podem ter gatinhos de pais diferentes;

2. Podem ter gatinhos com dias de intervalo;

3. As gatas ronronam durante o parto;

4. Podem gerar entre 1 a 9 gatinhos;

5. Cada um dos gatinhos tem seu próprio saco amniótico e cordão umbilical (tente encontrar o seu umbigo);

6. Elas têm um barulho especial para chamar seus gatinhos;

7. Os gatos podem ter diferentes números de mamilos, embora o número médio seja seis, eles podem ter entre 4 e 10;

8. Elas comem os resíduos de xixi e cocô dos seus gatinhos quando os limpam. Isso, claro, até que eles aprendam a se limpar sozinhos;

9. Elas ainda podem entrar no cio durante a amamentação;

10. As mamães se separam naturalmente de seus gatinhos em cerca de 8 semanas. De forma natural, depois desse período, as mamães passam a ficar mais tempo sozinha e distante dos seus filhotes.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com