Gatinho ‘ataca’ perna de assistente de veterinário para defender cão que choramingou ao ser vacinado

Por
em Notícias
Eles não estavam juntos, mas ao perceber que o cãozinho estava em 'apuros', o gatinho resolveu entrar em ação para ajudá-lo.

Não importa qual seja o tamanho, o coração dos animais é imensurável e essa história pode comprovar isso. Digamos que as clínicas veterinárias não são os lugares que os animais mais gostam de frequentar, apesar disso, é algo necessário pelo bem da sua saúde. Embora algumas visitas sejam mais tranquilas, outras são mais dolorosas como quando eles recebem uma picadinha de injeção.

Foi o caso desse cãozinho que precisou ser vacinado, mas que ao receber a injeção deu uma choradinha. Quem se preocupou com o bem-estar do cachorro foi um gatinho que circulava pela clínica e observava atento o que estava acontecendo com o amiguinho.

Ao perceber que o assistente de veterinário venezuelano - e que atualmente mora e trabalha no Peru - estava pressionando o cachorro, o gato entrou em ação e resolveu atacá-lo com unhas e dentes - literalmente. Sem perceber a presença do gatinho, o veterinário segue concentrado aplicando a injeção, momento que o gato preocupado se agarra em sua perna, crava suas unhas e dentes, e se afasta rapidamente.

O assistente de veterinário só percebe o que acontece quando já havia sido ‘atacado’ e o gato já estava afastado. Ninguém ficou ferido, mas a maneira que o gato encontrou para defender um cãozinho que ele nem conhecia é genial - e hilária.

O vídeo foi publicado originalmente no Tik Tok pelo usuário Argenis Pérez e fez o maior sucesso na rede social.

Veja o vídeo:

Dica para minimizar o medo do seu cão em ir ao veterinário para receber a vacina

Abaixo segue dicas para tornar a ida do seu cão ao veterinário menos traumática, pratique-as e verá resultado:

Primeiro dia:

  1. Pegue uma seringa vazia sem agulha
  2. Deixe seu cachorro cheirar e depois dê um petisco, cheirar, petiscar, cheirar, petiscar...
  3. Remova a seringa (esconda-a atrás de você) e pare de dar guloseimas.
  4. Traga a seringa novamente e dê guloseimas, deixo-o cheirar, petiscar, cheirar, petiscar, cheirar e petiscar. Encerre a sessão dando um monte de guloseimas depois de cheirar a seringa pela última vez.
Segundo dia:
  1. Repita os passos 1 a 3
  2. Traga a seringa e imite uma injeção colocando um pouco de pressão na pele e faça um barulho bobo e dê um petisco.
  3. Retire a seringa de vista dele e pare de dar guloseimas.
  4. Repita simulando a vacina e faça o barulho bobo e termine a sessão com um monte de guloseimas.
À medida que seu cão vai se familiarizando, você pode convidar um amigo para fazer o mesmo e tornar o evento mais realista, como colocar o cão em uma mesa ou pegar uma dobra de pele para fingir que está injetando. Quando chegar o dia da injeção de verdade, quando o veterinário estiver prestes a aplicar a injeção, tenha as guloseimas prontas. Chame a atenção do seu pet enquanto o veterinário dá a injeção e dê uma guloseima quando o fluido de vacinação for injetado.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários