Cão farejador encontra gato que ficou 30 horas soterrado por escombros de prédio

Por
em Notícias

No final do mês passado, um terremoto de magnitude 6,6 na escala Ritcher sacudiu a Turquia e a ilha grega de Samos, causando o desabamento de dezenas de prédios e a morte de pelo menos 85 pessoas, conforme informou o Hurriyet Daily News, um tradicional jornal de notícias do país.

Dois dias depois, equipes de resgate procuravam por sobreviventes entre os escombros. Surpreendentemente, os bombeiros encontraram um gatinho vivo que ficou enterrado por mais de 30 horas.

Cão farejador

O felino pôde ser encontrado graças ao trabalho impecável do cão farejador Bob, fundamental no auxílio aos bombeiros durante as buscas.

Bob pertence à Associação de Busca e Resgate da Turquia, e trabalha na província de Izmir, onde o terremoto foi mais sentido.

Especialista em rastrear pessoas e animais, ele conseguiu farejar o gatinho através dos escombros e alertar os socorristas para que iniciassem o trabalho de retirada do animal indefeso sem causar ferimentos em seu corpo.

Devido à atuação eficiente dos bombeiros, o gatinho foi resgatado em ótimas condições para ser entregue à sua família. Mais tarde, descobriu-se que seu nome é ‘Umut’, que em turco significa ‘Esperança’. Muito apropriado, né?

Trabalho de Bob continua

Além do gatinho, um homem de 70 anos foi encontrado entre os escombros de um prédio desabado horas depois.

Ele ficou 33 horas no subsolo, mas sofreu apenas ferimentos leves. Encaminhado até um hospital, ele está em recuperação.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.