Jovem sem-teto abre mão de marmita ganhada para alimentar cachorrinha que resgatou

Por
em Notícias

Um morador em situação de rua de La Victoria, na Venezuela, virou um símbolo de empatia e generosidade na cidade por ter abrido mão de comer uma marmita que havia acabado de ganhar para oferecer a uma cachorrinha abandonada.

A atitude nobre foi fotografada por Gabriela Perea, que estava passando por uma rua quando avistou o homem e a filhote, informou o portal Wapa.

Resgate da cadela

“É preciso apoio com urgência, encontrei um jovem sem-teto de bom coração com uma cadelinha linda. Ele comentou que um homem dentro de um carro abandonou ela. Por favor, alguém poderia adotá-la, ela precisa de um lar adotivo", disse Gabriela em um post no Facebook.
“Parece que vai ser uma cadela de grande porte, o jovem morador de rua de bom coração não pode cuidar dela, pois disse que naquele lugar se reúnem pessoas malvadas que consomem substâncias tóxicas e não estão lúcidas”, acrescentou a venezuelana.

Acolhimento temporário

De acordo com Gabriela, o morador de rua acolheu a cachorra em seu barraco após resgatá-la. Ele mal consegue subsistir no dia a dia e não tem condições de manter o animal por muito tempo.

Uma corrente de solidariedade se formou em torno deles após o post da jovem viralizar nas redes sociais. Dezenas de internautas têm se mobilizado para levantar suprimentos e quantias em dinheiro para ajudar o rapaz e a cachorrinha resgatada.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.