Policial se despede do seu cão K-9 que faleceu após anos servindo à comunidade

Por
em Notícias

Policiais e funcionários do Departamento de Segurança de Central Falls, em Rhode Island (EUA), lamentaram a perda de seu cão policial (K-9) mais condecorado, Axel, que faleceu de causas naturais.

O cachorro já estava afastado de suas funções no departamento, tendo se ‘aposentado’ há vários meses. Ele era muito querido pela comunidade, que o tratava com muito amor e zelo.

No início deste mês, agentes de segurança e cidadãos do condado homenagearam a vida do cachorrinho que serviu por anos na defesa de Central Falls.

“Ele fez um trabalho fenomenal em manter as ruas seguras e sempre garantiu que nossos policiais estivessem seguros, independentemente de quão perigosa a situação era. Ele não teria hesitado em dar a vida para salvar a vida de um colega, especialmente de seu tutor, o policial Decristoforo”, escreveu o departamento em um post no Facebook.

Antes de trabalhar com o oficial Decristoforo, Axel fazia parte de outro setor da polícia. Todos pensavam que o K-9 teria dificuldade para se ajustar ao trabalho com novos humanos, mas nunca foi o caso. Na verdade, o cãozinho e seu novo parceiro tornaram-se “melhores amigos que protegiam um ao outro”.

O departamento de polícia também escreveu sobre como a perda de Axel tem sido difícil para o policial Decristoforo. “Ele perdeu sua outra metade. Axel amava ele mais do que a si mesmo! Esse é exatamente o tipo de cachorro que ele era. Leal até o fim! Ele teria feito qualquer coisa por você. Agora ele precisa que você faça algo por ele! Fique forte e tente lembrar que ele não gostaria de ver você chateado!”, postou a instituição.

Por fim, as autoridades do condado expressaram gratidão por tudo que Axel fez pelo departamento e pela comunidade durante os anos de seu serviço ativo e posterior. “Axel, quero agradecer por cuidar de nós! Foi uma honra e um privilégio não apenas conhecer você, mas também poder trabalhar contigo. Você será para sempre nosso oficial aposentado favorito”. Descanse em paz, Axel.

Adestramento de cães policiais

Futuros cães policiais começam a ser treinados aos quatro meses de idade. Nessa primeira etapa, com duração de oito semanas, eles aprendem a conviver com o policial que será seu parceiro contra o crime.

Nesse meio-tempo, acostuma-se com a figura, cheiro e correta comunicação com seu tutor.

Entre o sexto e o décimo-quinto mês de vida, o animal aprende a obedecer palavras curtas e estabelecer relações de recompensa, como um biscoito ou um brinquedo, dada quando esses comandos são obedecidos.

Na última fase do adestramento, o cachorro aprende a parte mais crítica do seu trabalho: atacar uma pessoa, prendendo-a com os dentes até o policial mandar soltá-la.

Eles também aprendem a subir e descer escadas rapidamente, saltar de lugares altos e habituar-se ao barulho de tiros, para que não tenham medo.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.