Donos compartilham histórias engraçadas de travessuras que seus pets já aprontaram

“O truque de Zeke é pegar algo que ele tem permissão para mastigar e mastigar bem ao lado de algo que ele não tem permissão" conta Andrea

Por
em Mundo Animal

Apesar de serem considerados ‘domesticados’, alguns animais de estimação continuam sendo muito travessos, seja mastigando ou arranhando o que não devem, por exemplo. Já outros tem manias esquisitas que acabam sendo muito engraçadas.

Quem é pai ou mãe de pet sempre tem uma boa história para contar. Pensando nisso, o site The Dodo pediu para alguns de seus editores quais são as histórias mais marcantes de seus pets ou manias pouco comuns que eles possuem. Abaixo você confere alguns desses relatos:

  • Chicken

“Às vezes, estou sentado no meu escritório em casa, no meu computador, cuidando da minha própria vida e, de repente, ouço um grrrr grrrrrrrrrr grrrr muito intenso vindo da sala de estar. Quando olho pela porta para ver que tipo de monstro assustador invadiu minha casa, encontro minha mini pastor australiana, Chicken - que pesa quase 5 quilos - com suas mandíbulas em volta da cama, girando como se fosse um lobo na selva”.

“Quando ela percebe que estou olhando para ela, ela imediatamente fica muito quieta e me olha como se dissesse: 'Sim, mãe? Como posso ajudar vocês?' Em seguida, ela caminha indiferentemente para fora da sala, deixando-me para limpar a carnificina” - Aviel Kanter.

  • Cannoli

"Cannoli é uma menina grande, com mais de 45 quilos!. Então, quando ela pensa que estou ocupada, sua atividade favorita é cochilar (ser um cachorro grande é um trabalho árduo!). Enquanto estou trabalhando em minha mesa, às vezes, ouço um ronco que soa exatamente como algo de um personagem de desenho animado”.

“Estou falando muito sobre ruídos mi-mi-mi-mi como em uma animação antiga ou uma vibração sólida pbbbbt, pbbbbt de sua papada. Isso vai me quebrar no meio da reunião e, honestamente, até interrompeu algumas. Claro, ela não faz ideia e continua dormindo: esparramada, de cabeça para baixo, sob meus pés" - Christie Rotondo.

  • Luna

"Minha gata 'me encontrou' quando tinha cerca de nove meses (ela realmente apareceu na porta do meu apartamento) e éramos só eu e ela até que nos mudamos no ano passado. Em nosso último apartamento, nosso quarto ficava no andar térreo, mas no nosso novo, estamos no quinto andar, então Luna passa muito tempo nas janelas”.

“Um dia, enquanto eu estava trabalhando, ouvi um 'tagarelar' vindo de trás da cortina da janela. Luna estava animadamente "conversando" com os pássaros sentados no topo do prédio oposto - e ela olhou para mim como se eu tivesse interrompido sua conversa! Agora, não posso incomodá-la quando ela está cuidando de seus negócios com sua conversa com pássaros” - Moná Thomas.

  • Zeke

"Desde que ele era um filhote, o truque mais sorrateiro de Zeke é pegar algo que ele tem permissão para mastigar (como um osso de náilon ou um pedaço de pau) e decidir mastigar bem ao lado de algo que ele NÃO tem permissão para mastigar (como uma perna de mesa ou a borda de um tapete)”.

“Então, quando ele pensa que eu não estou olhando, ele lentamente passa de mastigar o item aprovado para aquele que está fora dos limites. Quando eu o alerto sobre isso, ele me dá o seu melhor 'Quem, eu?' e um olhar inocente. Honestamente, eu ficaria mais chateado se não estivesse tão impressionado com sua maldade! " - Andrea Morabito.

  • Guava

"Guava é uma gata adotada muito animada que tem hábitos incomuns. Além de brincar de buscar como um cachorro, no meio da noite, quando estamos dormindo, ela solta uma série de gritos repetitivos agudos por talvez 20 minutos de cada vez. O som é enervante - como um pedido de socorro!”.

“O que ela está realmente fazendo: caçar um brinquedo de pena favorito, carregá-lo na boca por toda a casa e, em seguida, rebatê-lo para que possa persegui-lo ou atacá-lo. Ela faz isso repetidamente, implorando para anunciar sua caça. Embora isso normalmente ocorre por volta das 4 da manhã (que ótimo para nós), nós a pegamos fazendo isso em nossa Nest Cam enquanto estamos fora de casa, também” - Joanna Douglas.

  • Goji

“Quando o bebê Goji estava em nossa casa há apenas alguns dias, eu virei minhas costas por 20 segundos e o peguei lambendo manteiga. 'Ahh', eu pensei, 'Então é assim que vai ser!'. Este menino malhado é agora um verdadeiro louco por lanches com um apetite insaciável, e desejo de lamber ou cheirar tudo o que é comestível”.

“Ele está frequentemente em cima da mesa implorando por pedaços de ovos mexidos com queijo ou à espreita debaixo do sofá rezando por um grão de pipoca caído. Quando não estamos por perto ou ignoramos seus gemidos, ele pode ser encontrado invadindo a despensa, procurando migalhas derramadas ou tentando mastigar um saco selado de guloseimas” - Joanna Douglas.

  • Barkley

"Como qualquer bom labrador retriever, Barkley é apenas ligeiramente obcecado por comida e nunca encontrou um ingrediente de que não goste. Se você abrir um saco de batatas fritas, seu nariz está no ar farejando o cheiro de comida . E ele é ladrão! Um segundo ele está sentado em seus pés debaixo da mesa e você acha que ele está dormindo, e de repente ele se esgueirou entre seus braços e pegou um pedaço do bolo de aniversário do seu sogro”.

“Seu roubo mais recente me pegou completamente de surpresa. Eu estava sentado à margem do jogo de beisebol do meu filho e Barkley mastigava um palito de queijo do Himalaia aos meus pés. Eu lentamente tirei a tampa da minha salada e em um piscar de olhos ele inalou a metade enquanto eu olhava sem acreditar. A melhor parte? O pequeno sorriso que ele me dá depois - eu realmente acho que é a emoção da caçada pra ele!” - Rebecca Gruber.

E você, seu animal tem alguma mania que acha engraçada?

Veja também:

Cães viciados em PLÁSTICO BOLHA e mais no Jornalzinho Amo Meu Pet

Uma jornalista quase formada de 21 anos, completamente apaixonada por futebol e animais. É daquelas pessoas que não podem ver um cachorro ou gato na rua que já quer fazer carinho... Do tipo curiosa, gosta de contar boas histórias e aquecer o coração de seus leitores. Um pouco indecisa para os títulos das matérias, confesso, mas dedicada ao ponto de procurar sempre escolher as melhores palavras. Prazer, sou Letícia Michele Schneider, atualmente moradora de Passo Fundo (RS), tenho o sonho de deixar o mundo um pouquinho melhor e quem sabe um dia estar à beira do gramado entrevistando os jogadores da dupla Grenal.