Cadela que atua como cão-guia vira 'funcionária' do Banco do Brasil em Brasília

A golden retriever acompanha o tutor que é deficiente visual na rotina de trabalho.

Por
em Notícias

No dia 7 de dezembro, dois novos colaboradores foram admitidos na sede IV do Banco do Brasil, no Setor Terminal Norte de Brasília.

O mineiro Thiago Felipe Diniz Figueiredo, 37, e sua cadela guia Mellie foram transferidos de Matozinhos (MG), onde o assessor de TI na Diretoria de Tecnologia do BB (Ditec/BB), recebe a ajuda e companhia da Golden nas tarefas diárias.

Thiago é concursado do banco e, ao ser transferido, levou consigo Mellie, que há 5 anos vem fazendo um trabalho exemplo em auxiliar o tutor no dia a dia.

“É uma convivência muito próxima e intensa. Ela dorme junto comigo, ela vai para trabalho, se for viajar ela vai junto também. Dá um prazer imenso ter a companhia dela. Eu costumo dizer que é um amor em forma de pelo”, contou Thiago ao Metrópoles.

A cachorra é norte americana, e em parceria com o BB, o homem foi buscá-la em 2017 em Ohio nos Estados Unidos, quando o animal possuía 1 ano e meio. O mineiro passou três semanas no país, participando de treinamentos junto com Mellie.

A rotina de trabalho da cadela não é muito diferente dos demais colaboradores. Ao chegar para o primeiro dia de trabalho, Mellie ganhou uniforme e crachá, no segundo dia decorou o caminho de casa e atualmente está se adaptando ao novo ambiente para auxiliar Thiago da melhor maneira possível.

Apesar de ser um animal dócil e educado, é importante afirmar que a cadela não está ali para ser de ‘estimação’, Mellie possui responsabilidades e tarefas que precisam ser respeitadas pelos demais colaboradores e clientes.

“Não deve-se mexer com o cachorro quando ele estiver em trabalho. Não oferecer comida, não pegar na guia são algumas das orientações”, explicou o bancário.

De acordo com Vinicius Bernat, chefe de Thiago, a convivência com o animal é tranquila e amigável, muitas vezes não percebe-se que ela está ali. “É um funcionário bastante dedicado e comprometido com o serviço, especialmente quando falamos sobre acessibilidade dos aplicativos do BB. Sempre de bom humor e disposto a auxiliar o time nas demandas que recebemos”, destaca o gestor.

Que mais pessoas possam ter essa assistência tão necessária.

Estudante de jornalismo na Universidade de Passo Fundo (UPF). Gosta de livros, animais e é vegetariana.

Últimas notícias