Último desejo de idosa com doença terminal é encontrar lares para seus cães

"Tudo o que meus cães sabem é amar".

Quando Gloria Gutierrez foi diagnosticada com câncer terminal e teve que ir ao hospital, ela não estava muito preocupada com o que aconteceria com ela mesma. Ela estava mais preocupada sobre onde seus seis cães adotados - Vera, Brandy, Light, Mega, Bruno e Muñeca - iriam depois que ela falecesse.

"Ela chama esses cachorros de bebês, e ela quer estar perto deles o tempo todo" , disse ao The Dodo Rachel Cannady, voluntária da God's Dog Rescue, organização que ajuda a realojar os cães de Gutierrez. "Ela está ciente que precisa procurar por novos lares aos seus amados cães".

Gutierrez pegou todos os seis cachorros das ruas de San Antonio, no Texas, nos Estados Unidos depois de terem sido abandonados por seus donos.

Uma das cachorrinhas passou por maus-tratos, está aleijada e precisa de cuidados especiais. E essa vovozinha sempre cuidou muito bem da cachorrinha.

Tudo o que eles sabem é amor", disse Esparza ao The Dodo. "Minha mãe sempre os manteve com ela, e eles ficam na cama com ela."

Com a ajuda do abrigo, diversas fotos dos cãeszinhos amados foram divulgadas e já possuem uma fila de pessoas querendo adotá-los.

"Não quero que nada aconteça com esses cães, porque minha mãe sempre se preocupou com seus animais de estimação", disse Esparza, filha da idosa. "Eu sei que isso significa muito para ela estar bem, e para eles irem a bons lares com famílias boas e amorosas."

O único pedido da senhora é que os cães fiquem com ela até o dia de sua morte.

Fonte: The Dodo, traduzido e adaptado por Amo Meu Pet.

Comentários