Gato faz de hospital seu 2º lar e visita conforta funcionários e pacientes

Por
em Notícias

Há cinco anos um gatinho chamado Henry tem levado amor e sorrisos para funcionários e pacientes do Hospital Addenbrooke's localizado em Cambridge, na Inglaterra.

O felino tem sete anos e fez do local seu segundo lar. Todos ali o amam e Samantha Smith que recentemente teve gêmeos é só elogios ao gatinho.

"Acredito que ele definitivamente sabe que é necessário naquele hospital de uma maneira especial", disse Samantha.

A mulher precisou ficar oito semanas no Sick Children's Trust em Acorn House, um lugar que hospeda famílias de crianças doentes que estão em tratamento pelo hospital, e o gatinho esteve ali sempre lhe dando apoio.

"Sempre que Lucas estava tendo um mau momento, ele sempre colocava um sorriso no meu rosto e me dava uma sensação de conforto, já que eu estava lá em cima sozinho", disse. "Ele era como o meu homem de confiança, você poderia dizer.

Já Ellie Freitas, funcionária do hospital, conheceu o peludinho há um ano e, adora sua companhia na hora do intervalo e principalmente o conforto emocional que ele traz amenizando o trabalho exaustivo que exerce.

"Em alguns dias eu me sentia muito mal ou muito pra baixo e ele simplesmente surgia do nada e depois de um abraço ou dois, eu me sentia um pouco mais brilhante", contou Ellie.

Outra paciente que adora o gatinho é Lauren Davies que afirmou que não teria conseguido sobreviver às últimas três semanas no hospital devido à doença de sua filha de 6 meses "se não fosse por Henry".

"Ele me permitiu abraçá-lo e descarregar minhas lutas do dia para ele - ele é uma bênção absoluta e não acho que passaria os dias sem vê-lo", afirmou. "Ver Henry fez dias que pareciam que nunca terminariam muito melhores", declarou Lauren.

Amanda Crissall, também funcionária do hospital diz que ele “espera para ser tratado por volta das 6h15, perto do estacionamento de nossos funcionários”.

"Ele é a primeira coisa que vejo na maioria das manhãs quando ando do estacionamento para o meu escritório", disse Amanda.

Segundo a Newsweek, apesar da visita constante no hospital, Henry tem uma família que o ama muito e que só descobriu suas andanças através das redes sociais.

Pessoas que conheceram o gatinho criaram um grupo no Facebook - que possui 5.000 membros -, onde compartilham as boas experiências que tiveram com Hanry durante o difícil período no hospital.

"Não posso dizer a alegria que ele trouxe para minhas filhas, trazer sorrisos depois das lágrimas é um presente maravilhoso, Henry, nós amamos você", comentou um.
"Minha irmã ainda está viva e isso foi há 5 anos, ela ainda não acredita que eu sentei abraçada a ele chorando no meu café e orando. Ele me salvou naquele dia", relatou outra.

Um porta-voz do hospital comunicou que o gatinho é muito amado por todos no hospital, mas sua presença no interior do estabelecimento não é permitida, só de animais de estimação de terapia.

"No entanto, por razões óbvias de controle de infecção, nenhum animal além de cães de estimação como terapia e cães-guia são permitidos no hospital, então, por favor, não o tentem com comida ou outras guloseimas, que também são ruins para sua saúde".

Bom, apesar do gatinho ficar só do lado de fora, ele tem feito um lindo trabalho de acalmar os corações aflitos de todos que frequentam o hospital.

Veja também este vídeo:

Cão causa PROBLEMÃO ao ficar sozinho em casa e mais notícias no Jornalzinho Amo Meu Pet