Cão puxa coleira e leva dono até local em que estava bebê abandonado

Fonte: Revista Marie Claire

Um cachorrinho chamado Macho estava passeando com seu dono pelas ruas de São Petersburgo, na Rússia, quando subitamente começou a empurrar seu dono para o meio de um matagal, em um terreno baldio.

Apesar de relutante em seguir o cachorro, seu dono intuitivamente foi até o terreno e se deparou com o bebê jogado no chão. “Eu fiquei chocado quando vi a recém-nascida. Ela estava mexendo as perninhas, mas estava em silêncio”, contou o dono, um idoso já aposentado, em entrevista para a imprensa local russa.

Ele então pegou a pequena e a levou até o guarda do parque que havia visto minutos antes. Eles chamaram a ambulância e encaminharam-a até o hospital.

Segundo a equipe médica responsável pela recém-nascida, ela pesava apenas 2,2 quilos e chegou ao hospital lutando pela vida. E caso tivesse demorado mais para que fosse encontrada, ela não sobreviveria. “Ela estava com hipotermia e falta de oxigênio”, contou o representante da polícia russa.

Quando foi encontrada, a pequena não conseguia mais chorar, conseguindo apenas emitir um som bem fraquinho, audível apenas para Macho.

Após cinco dias internada no hospital, a equipe médica relatou que a pequena está bem melhor. Os médicos contaram que ela: “está bem robusta e estamos confiantes que ela vai sobreviver e ficará saudável”. Uma das enfermeiras ainda afirmou: “Ela é uma guerreira!”.

A polícia iniciou uma busca pela mãe da recém-nascida, que é quem eles acreditam que abandonou a pequena no mato. O cachorrinho irá receber um prêmio por seu ato heroico!

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários