Tutora desafia internautas a encontrarem seu gato escondido no quintal. Você consegue?

Por
em Gatos

Uma foto passou a circular na internet confundindo os internautas que estão tentando encontrar um gato em meio ao quintal de uma casa. Será que você o acha?

O gatinho se chama Ricky e vive com a sua família em Bradford, na Inglaterra. E apesar dos internautas terem certeza que o felino está em algum lugar do quadro, estão coçando a cabeça para encontrá-lo.

O registro foi postado no mês passado em um perfil do Twitter, destinado a compartilhar conteúdo pet, e já alcançou mais e 6.600 curtidas. A imagem mostra um quintal, com gramado bem cuidado, galpão, carrinho de mão e área de estar, com cerca atrás.

Quem fez o registro foi a sua tutora, Lee Oman, que ao vê-lo escondido, decidiu tirar a foto para mostrar ao marido e filha. A mulher não tinha nem ideia da conta do Twitter, mas quando o parceiro viu a foto, achou que valeria a pena compartilhá-la nesse grupo para desafiar a comunidade.

O gatinho tem cinco anos e foi adotado pela família a pouco mais de um ano e ele sabe como ninguém animar a família com suas travessuras.

"Quanto à sua personalidade, ele é 80% distante e não muito tátil, no entanto, há momentos em que ele realmente gosta de carinhos e carícias no queixo. Ele briga com outros gatos na rua, embora geralmente não seja o instigador", contou Lee Oman ao Newsweek.

Agora que conhecemos um pouco mais sobre Ricky, vamos ao desafio. Será que você consegue encontrá-lo nessa foto?

Durante a brincadeira muitos internautas ficaram incrédulos com a facilidade do gatinho de se esconder. Já outros questionaram se deixá-lo ao ar livre seria perigoso ou benéfico.

E respondendo a última pergunta, o site Cat's Protection afirma que um felino livre para passear tem mais território para explorar, permite que eles expressem seu comportamento natural, enquanto faz um bom exercício.

Mas eles observaram que há riscos associados ao ar livre, incluindo lesões, doenças, parasitas e ingestão de venenos potenciais. Enquanto o maior risco é a perda, seja por roubo ou morte.

Bom, agora vamos a resposta:

E aí o que você achou? Deixe nos comentários. Vou confessar que demorei para encontrá-lo atrás do carrinho de mão, já que só aparece o seu rabinho.

Veja também este vídeo:

10 histórias APAIXONANTES de idosos e seus pets