Cerca de 4.000 cães beagle aguardam por adotantes após serem salvos de centro de pesquisa

Por
em Notícias

Socorristas estão removendo cerca de 4.000 cães da raça beagle do centro de criação e pesquisa Envigo, em Cumberland, na Virgínia, Estados Unidos. Isso porque o centro foi acusado de negligenciar e maltratar os cachorros.

Na semana passada, um juiz federal aprovou o pedido do Departamento de Justiça e a Humane Society para remover os cães do local.

E, agora, eles têm cerca de 60 dias para tirá-los de lá e fornecer todos os cuidados médicos necessários, como vacinas, cirurgias e castração e posteriormente encontrar novos lares.

Segundo um grupo de resgate de animais, essa seria a maior operação de resgate canino da história do país.

Os beagles estavam sendo criados nas instalações da Evigo - uma organização privada de pesquisa contratada que fornece modelos de pesquisa e produtos e serviços relacionados -, para serem vendidos para uso em pesquisas farmacêuticas e de biotecnologia.

No site, a empresa afirma que o bem-estar animal é uma das suas principais prioridades, contudo as inúmeras inspeções feitas nas instalações nos últimos dois anos mostraram o contrário.

De acordo com documentos judiciais, alguns cães foram encontrados desnutridos, feridos e outros doentes, sendo mantidos em gaiolas onde as fezes e restos de comida se misturavam. E conforme a denúncia, mais de 300 filhotes morreram entre janeiro e julho do ano passado.

Segundo o New York Post, devido a situação, as autoridades federais tomaram medidas judiciais no ano passado.

A Envigo não se impôs a ordem judicial de remover todos os cães de sua custódia e apresentou o pedido conjunto para a transferência dos animais junto ao DOJ e à Humane Society.

Em novembro de 2021, a Envigo foi adquirida pela Inotiv, Inc., e no mês passado a empresa anunciou que fechará as instalações da Virgínia como parte de um esforço de reestruturação.

Os socorristas até o momento já recolheram 500 cães. A organização sem fins lucrativos Homeward Trails Animal Rescue, com sede na Virgínia, está ajudando no resgate e também a encontrar lares amorosos para esses peludinhos.

Veja também este vídeo:

8 cachorros CIUMENTOS que deram o que falar na internet