Cãozinho cujo melhor amigo morreu ainda deixa comida para ele todos os dias

Perder um companheiro animal nunca é fácil - mas os donos de pets não são os únicos que sofrem.

O irlandês Easton Dufur se despediu recentemente de seu cachorro de 13 anos, Stitch, que morreu de velhice. Os dois eram bastante próximos desde que Dufur o adotou, quando Stitch ainda era apenas um filhote.

Alguém que amasse Stitch tanto quanto seu dono, talvez apenas Cookie, uma cachorrinha que dividia a casa com ele há cerca de cinco anos. Os dois até se pareciam bastante:

Sendo alguns anos mais nova que Stitch, Cookie, mais hiperativa e disposta, ajudava a revigorar as energias do cachorro mais velho. E, em troca, ele agia como uma espécie de ‘mentor’ para ela. Os dois eram absolutamente inseparáveis.

"Eles se amavam muito", disse Dufur ao portal The Dodo. “Cookie sempre ficava perto dele, eles brincavam o dia todo, cuidavam um do outro.”

Stitch e Cookie eram tão perfeitos juntos que seu dono alimentava-os na mesma tigela de cachorro, sem se preocupar com contendas ou brigas entre os dois. À sua maneira, Stitch treinava Cookie para comer apenas metade da comida, deixando a outra metade para ele.

Infelizmente, com o falecimento do cão mais velho, o tempo que passaram juntos chegou ao fim - mas o vínculo especial que criaram não foi quebrado.

"Esta foto foi tirada na primeira vez que Cookie foi se alimentar sozinha", escreveu Dufur no Twitter. "Então, desde que o Stitch se foi, tenho colocado menos comida para ela. Antes de ir dormir, fui checar a tigela para ver se ela havia comido. Quando cheguei lá, vi que metade da comida ainda estava lá, para que Stitch também pudesse comer. Isso partiu meu coração.”

Não ter Stitch por perto tem sido difícil para toda a família. Dufur diz que Cookie tem dormido mais do que o normal e não tem disposição para fazer nada desde que sua melhor amiga faleceu. Ainda assim, eles estão garantindo que ela saiba que não está sozinha em sua dor.

"Estamos dando a ela amor e atenção", disse Dufur. "Estamos passando pelo luto também."

Fonte: The Dodo

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários