População reclama e condomínio terá de retirar casinhas de cães de calçada em Porto Alegre

Mais uma notícia que entristece ainda mais os corações de quem ama e protege os animais de rua.

Dessa vez, alguns moradores da cidade gaúcha de Porto Alegre reclamaram de três casinhas para cachorros de rua, que foram colocadas para protegê-los do sol, da chuva e do frio e deixadas sobre uma calçada do edifício Tulipa, no bairro Jardim do Salso. Nesta sexta-feira (05) a Prefeitura de Porto Alegre enviou um aviso ao edifício, dando-lhes o prazo de sete dias para tirar as casinhas do local.

Se a decisão for cumprida, a prefeitura fará o recolhimento e descarte das casinhas.

Segundo o o secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), Marcelo Gazen, as casinhas atrapalham a livre circulação dos pedestres e, segundo a legislação, é proibido instalar equipamentos em logradouros e passeios públicos.

Entretanto, na esfera estadual, é permitido deixar casinhas para animais de rua em espaços públicos desde que não atrapalhem os pedestres, e nem os motoristas.Segundo a síndica do edifício, que defende a permanência das casinhas, afirma que as casinhas não atrapalham em nada a circulação e criticou a falta de amor das pessoas pelos animais de rua.

Já a prefeitura contra-argumenta dizendo que as casinhas comunitárias estimulam o abandono de cães, uma vez que os moradores sempre dispõem de comida e água fresca para os animaiszinhos. A prefeitura defende ainda que os moradores ou o próprio condomínio adotem os bichanos, deixando-os dentro de seu espaço interno ou que sejam recolhidos para a Unidade de Saúde Animal.

Deixe sua opinião sobre o caso nos comentários.

*Com informações G1

Comentários