Damas de honra carregam filhotes em vez de flores e, assim, ajudam a adotá-los

Fonte: Conti Outra

Os preparativos para o casamento são bastante intensos para qualquer noiva: elas precisam se preocupar com a lista de convidados, a infraestrutura da cerimônia, o próprio vestido, maquiagem e claro, com suas damas de honra. Tudo precisa estar impecável para o grande dia.

Uma cerimônia historicamente tradicional e engessada, os casamentos contemporâneos tem dado espaço para mudanças pontuais, como o estilo dos vestidos, a música de entrada, dentre outras ‘inovações’.

Recentemente, a escolha de uma noiva amantes dos animais chamou atenção nas redes sociais. A moça decidiu que suas damas de honra levariam filhotes de cães resgatados ao invés das flores típicas de sempre.

Samantha Clark é a noiva que decidiu que suas acompanhantes levariam os filhotes para seu casamento, como ferramenta de conscientizar os convidados à respeito dos inúmeros animais desabrigados/em situação de abandono país afora.

A simples iniciativa se mostrou efetiva graças à grande repercussão do seu casamento nas redes sociais.

Em entrevista ao Daily Mail, jornal de grande circulação do Reino Unido, Samantha afirmou que se inspirou numa imagem do Pinterest, onde várias madrinhas carregavam filhotes em vez de flores – ela achou aquilo sensacional e decidiu replicar o gesto, com um novo objetivo.

As damas de honra de Samantha foram até um abrigo de cães local e adotaram seis cachorrinhos – não só para a cerimônia, mas para a vida toda.

O noivo achou a ideia um tanto quanto mirabolante de início, mas ao final se convenceu da excelente iniciativa e parabenizou a esposa pela atitude.

Durante a cerimônia, os noivos também instalaram na entrada do evento um estande onde os convidados poderiam buscar informações de como adotar um filhote e garantir à eles uma nova vida em uma casa amorosa. Sensacional a iniciativa!

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários