Fazendeiro descobre o que papagaio tanto escondia dentro de tronco; vídeo

Por
em Aqueça o coração

Há 14 anos, o fazendeiro Josemar Milli e sua esposa resgataram dois filhotes de papagaio. O casal os encontrou durante uma curta viagem que fizeram em uma localidade perto de sua cidade. Enquanto passeavam explorando o local (uma floresta) ouviram barulhos estranhos.

Curiosos foram averiguar o que era, foi então que encontraram a duplinha presa embaixo do tronco de uma árvore caída no chão.Ao vê-los naquela situação, não pensaram duas vezes e os resgataram. O casal os levou para casa e os tratou até que estivessem fortes o suficiente para seguirem seus caminhos. Quando atingiram a maturidade, os salvadores libertaram os animais, um deles logo voou seguindo o seu destino, já o outro permaneceu.

“Nós o chamamos de Louro”, disse Milli ao The Dodo. “Ele nunca foi enjaulado. Ele simplesmente nunca quis ir embora".

Louro é livre! Ele tem a liberdade de ir e vir e quando volta sempre encontra um lugar especial para pousar: os ombros de Josemar. Faz anos que a rotina é assim, mas de uns tempos para cá o fazendeiro percebeu uma mudança de hábito.

“Louro sempre dormiu em casa, mas depois, durante três noites, ele dormiu em outro lugar”, disse Milli. “E durante o dia, ele começou a ficar perto dessa cerca de madeira [oca].”

A ave há tempos rondava a cerca, pois havia feito um ninho ali, mas as visitas no local tornaram-se frequentes, na verdade, era como se o pássaro estive protegendo algo no local. Intrigado, Josemar foi conferir o que tinha ali de tão especial, foi então que descobriu que Louro adotou uma ninhada de três gatinhos.

O fazendeiro acredita que a gata da vizinha deu à luz no ninho e depois abandonou os filhotes. Por sorte a ave os adotou e chamou a atenção de Josemar, mostrando-o a ninhada, dando a chance de serem resgatados.

O homem os tirou de dentro da madeira oca e tentou aproximá-los de sua mãe biológica, mas a gata continuou a rejeitá-los. A gatinha pode ter rejeitado a maternidade, mas Louro não e os adotou como seus filhotes. “Ele pensa neles como seus bebês”, disse Josemar.

O homem os levou para casa e agora os filhotinhos além de terem Louro como 'mãe', também tem a felina de estimação de Josemar para cuidá-los, além de suas três filhas que decidiram adotá-los. “Nós os trouxemos para casa e estamos cuidando deles”, disse Milli.

Confira:

Veja abaixo os filhotes com Louro e com a gatinha de Josemar:

O bem que Louro recebeu no passado, ofereceu de igual proporção para esses filhotinhos. E que Josemar com sua bondade seja muito feliz com sua família e seus bichinhos de estimação.

Assista também:

O caso do cão LADRÃO DE PELÚCIA e mais notícias no Jornalzinho Amo Meu Pet, o petjornal com memes

Últimas notícias