Cães não aprovam canção em ônibus escolar e suas expressões são as melhores

O passeador de cães tentou agradar os animais lhes cantando uma música no ônibus, mas a ideia não deu certo

Por
em Cães

A reação de vários cães durante um show ao vivo dentro de um ônibus viralizou recentemente no TikTok.

Isso porque eles pareceram não gostar nem um pouco da apresentação, além de expressar um olhar julgador.

No vídeo, os caninos aparecem sentados em seus bancos dentro de um ônibus, possivelmente voltando para casa da creche, quando um passeador de cães chamado Lee decide animar a viagem cantando.

Enquanto soltava sua voz nas notas musicais, filmava a reação dos cães ali presentes.

Porém, ao contrário do que se podia imaginar, eles deixaram bem claro que não curtiram a cantoria de Lee.

Além disso, pareciam sentir vergonha alheia do que estava acontecendo.

O vídeo foi publicado na conta @mo_mountain_mutts no dia 07 de dezembro.

Ao todo foi visto por mais de 1,5 milhão de pessoas.

Somado a isso, teve 202,9 mil curtidas, 1.108 comentários e 7.304 compartilhamentos.

“Meu Deus! Queria tanto estar num ônibus desse”, brincou Ana.
“O labrador lá atrás me fez rolar, ele se superou e quer ir para casa imediatamente”, pontua Grace.

Confira:

Veja também este vídeo do nosso canal:

PÉPE BONNER QUASE CHORA NO JORNALZINHO AMO MEU PET - EPISÓDIO 26

Cães gostam de música?

Assim como para nós humanos, as músicas também são uma ótima forma dos cães relaxarem, no entanto, nem todo ritmo musical irá agradar o animal.

Nesse sentido, em entrevista ao site Petz, a médica-veterinária especialista em cardiologia e homeopatia, Dra. Luciana Martins Neves, explicou que os cães são capazes de detectar sons tão baixos quanto a frequência de 16 a 20 Hz e tão altos quanto 70.000 a 100.000 Hz.

“18 ou mais músculos podem inclinar, girar, levantar ou abaixar a orelha do cachorro. Com isso, ele pode identificar um som muito mais rápido do que um ser humano, bem como ouvir sons a distâncias muito maiores”, detalha a profissional.

Com o objetivo de entender como os diferentes estímulos influenciam no comportamento dos cães, pesquisadores foram a um abrigo de resgate e lá analisaram a resposta dos cachorros a quatro tipos de estímulo: conversação humana, música clássica, heavy metal e música pop.

“A música clássica resultou em cães ficando significativamente mais tempo quietos ou dormindo. Já a exposição ao heavy metal encorajou os cães a gastarem mais tempo latindo do que os outros tipos de estímulo auditivo”, pontua Luciana.

Entretanto, o fato da música agradar ou não, vai variar de acordo com cada animal.

Alguns podem preferir a música clássica, como a sonata de Beethoven, já outros uma música pop mais atual, portanto cabe ao tutor observar cuidadosamente o comportamento do pet e os efeitos que a música causa em seu organismo.

“De acordo com estudos, a exposição de pacientes caninos em ambiente hospitalar veterinário à musicoterapia com harpa por 60 minutos demonstrou diminuição da inquietação, da ansiedade e da frequência respiratória em relação ao grupo de controle, que não recebeu a terapia”, exemplifica a veterinária.

Redatora.

Últimas notícias