Universidade usa pets para "desestressar" estudantes e melhorar suas notas

Fonte: >Hypeness

A Universidade de Cambridge, na Inglaterra, lançou um projeto dedicado a reduzir os níveis de estresse e ansiedade de seus estudantes nas semanas que antecedem as provas semestrais.

Cães, gatos e até porquinhos-da-Índia são responsáveis pela diminuição dos níveis de tensão dos universitários por meio da terapia com animais, cujos resultados práticos têm demonstrado a eficácia da iniciativa.

Estudantes de diversos cursos da instituição - e até professores, - têm adotado animais, que estão tomando o campus com tanta fofura!

Já pela manhã, é possível ver dezenas de jovens caminhando pelo espaço com seus cães e gatos recém-adotados. Um deles, queridinho dos estudantes, é Jasper, um gato malhado de três pernas.

E, ao que parece, o benefício da presença dos pets é recíproco: enquanto a nota média dos estudantes aumentou e eles estão menos estressados, os animais adotados demonstram ânimo e felicidade diante do carinho recebido dos alunos, que costumam morar no campus e aproveitam a oportunidade para não só relaxar como muitas vezes matar a saudade de seus próprios bichos de estimação.

Outras instituições de ensino superior do Reino Unido também possuem programas similares, como em Huddersfield, que há um ano mantém a “sala dos filhotes”.

Pesquisas apontam que os alunos que tiveram contato com os animais apresentam um nível de cortisol (conhecido como o hormônio do stress) bastante reduzido, comprovando que o efeito sobre a tristeza, a solidão e a ansiedade são efetivos quando nos relacionamos com animais.

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários