Carteiro escreve cartas para cachorrinha apenas para vê-la feliz

Mesmo quando não há cartas para sua dona ele escreve especialmente para a cadela.

Essa cachorra fofa se chama Pippa e mora na Austrália. Todas as vezes que o carteiro passa em sua casa ela o recebe com imenso carinho, para pegar as cartas e entregar para sua dona. Ela já se tornou o xodó do carteiro, Studer. Ele notou que quando não haviam cartas a cachorra o recebia com a mesma atenção, porém ele ficava com muita dó por não dar o prazer à Pippa de pegar a correspondência.

Pensando nisso ele resolveu escrever suas próprias cartas para a cachorra, apenas para vê-la feliz. A história de Pippa foi compartilhada no Facebook, virando notícia em vários sites, inclusive estrangeiros, se tornando viral. Todos queriam ver a carinha da cadela recebendo as cartinhas.

O medo de muitos carteiros é encontrar cães bravos. Isso ele enfrenta todos os dias de sua vida nesta profissão, tendo de se arriscar muitas vezes, fugindo dos portões. Não é o que ocorre com esse carteiro. Pippa é extremamente cordial. Além disso sua dona pode ficar tranquila, pois além dela não rasgar ou comer as cartas, ela as guarda com todo cuidado, até que sua dona as pegue.

Quem não gostaria de ter uma cachorra assim? O perigo é ela ser muito dócil e alguma pessoa mal intencionada fazer algum mal para ela ou roubá-la. Felizmente, Pippa se dá muito bem com todos os vizinhos, além de ser muito querida por todo o bairro. Agora, mundialmente conhecida, todos querem saber mais do dia-a-dia da cachorrinha mais fofa do momento nas redes sociais.

Fonte: >Bored Panda

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários