Sem nenhum treinamento e por iniciativa própria, cão vira guia de seu irmão canino que ficou cego

Os cães Eddie, um labrador, e Milo, um terrier, se tornaram dois amigos absolutamente inseparáveis.

Há cerca de sete anos, a dona dos cães, Angie Baker-Stedham, notou que o labrador preto começou a tropeçar nos móveis da casa.

Desconfiada, levou-o para fazer exames. Lá, confirmou que o cão tinha perdido a visão.

As brincadeiras diárias e constantes entre Eddie e Milo, que adoravam brincar de pega-pega, começaram a ficar mais raras.

Quando Milo começou a perceber a dificuldade do companheiro de se locomover, passou a agir como um cão-guia, ajudando-o a caminhar. O mais impressionante é que Milo nunca recebeu nenhum tipo de tratamento para aprender como ser um cão deste tipo.

Agora, o pequeno terrier agora leva guizos na coleira para que Eddie possa segui-lo. Quando o labrador se afasta, ele trata logo de ir buscá-lo e trazê-lo de novo pra zona de segurança.

De acordo com Angie, “eles dormem no mesmo quarto e passam o tempo todo juntos. Sem Milo, Eddie estaria perdido.”

Isso se comprova quando Milo teve de se afastar por alguns dias para tratar de uma anemia – nesse período, Eddie teve muitas dificuldades para se locomover. Incrível, né?

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: RPA

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários