Pit bull retirado de rinha no Canadá ganha amor e 'cargo' especial nos Bombeiros

Hansel teve uma infância sombria e conturbada, mas agora, resgatado e pronto para ser amado por uma nova família, o pit bull ganhou uma segunda chance de ser feliz.

Quando tinha dois meses de idade, o filhote foi resgatado do mundo das rinhas (brigas) de cães. Atualmente, ele tem um título diferente e que faz as pessoas olharem para o pit bull de uma maneira completamente diferente.

O cão foi um dos mais de 30 doguinhos resgatados de uma rinha ilegal e criminosa desmascarada em Ontário, no Canadá. E, mesmo sem saber, naquele momento, a vida de Hansel estava prestes a mudar para sempre.

“Recebi um telefonema dizendo que alguns deles eram bons candidatos para trabalhar e acabamos pegando cinco deles”, compartilhou Carol Skaziak, fundadora do “Throw Away Dogs Project”.

Foto: Reprodução/CBS Philly

A organização vê o potencial em cães que são chamados de indesejados ou intratáveis. Eles os treinam e os reabilitam para empregos na aplicação da lei. Hansel é o primeiro Pit Bull em Nova Jersey, e possivelmente nos Estados Unidos, a se tornar um ‘detetive de incêndios’.

“Mas, acredite ou não, os Pit Bulls são ótimos na hora de farejar. Labradores e os Cães-de-santo-humberto são a principal escolha, mas ele vai mudar a maré. Não apenas para a raça, mas também para as habilidades de farejar”, compartilhou Tyler Van Leer, do Corpo de Bombeiros de Millville.

O trabalho de Hansel será procurar em uma cena de incêndio por diferentes aromas para determinar se o incêndio é criminoso ou não. Ele está no trabalho e pronto para ajudar a proteger e servir.

Foto: Reprodução/CBS Philly

Quem é um bom garoto com um futuro brilhante? Você é Hansel!

Assista o pit bull em ação no vídeo abaixo:

Fonte: I Love My Dog So Much

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários