Homem tenta doar 30 cães a abrigo com medo de não conseguir sustentá-los em meio a surto de coronavírus

O medo do homem não consiste no mito do contágio animal-humano, mas sim em não ter condições financeiras para mantê-los

Cães que são inocentes, infelizmente, tem que lidar com a irresponsabilidade e os problemas do ser humano. Um homem quis entregar seus 30 cães para o abrigo Florence-Lauderdale Animal Services, sediada no Alabama, nos Estados Unidos, com medo de não conseguir sustentá-los em meio ao surto de coronavírus.

A equipe se surpreendeu com a atitude e recusou o 'despejo' dos animais, tendo em vista que o local já se encontra superlotado.

Foto: Florence-Lauderdale Animal Services
Foto: Florence-Lauderdale Animal Services

Segundo o abrigo, muitos donos têm buscado o local para deixarem seus cães devido a forte crescente contaminação humana do COVID-19. A apreensão se dá pelo medo que os proprietários têm em não ter mais meios financeiros para sustentar seus animais.

Foto: Florence-Lauderdale Animal Services
Foto: Florence-Lauderdale Animal Services

"Nós capturamos apenas esta semana animais com 20 e poucos anos e é apenas quarta-feira", disse a diretora do abrigo, Judie Nichols. "Não temos mais lugar para eles." Infelizmente, é uma situação difícil para todos os lados, especialmente para esses animais.

Foto: Florence-Lauderdale Animal Services
Foto: Florence-Lauderdale Animal Services

Esperamos que todo esse pesadelo possa passar o mais rápido possível. Cada um deve fazer sua parte. Se por acaso você precisar sair na rua e encontrar um animal abandonado, ofereça-o um pouco de ração e água. Com a quarentena, muitas pessoas também estão considerando adotar um pet para ter uma companhia em casa. Considere isso e jamais abandone. Animais são sempre uma ótima companhia, fazem bem para nossa saúde psicológica e física.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários