Cão pit bull depressivo por ser maltratado é adotado por estudante e não para de abraçá-la de tão feliz

Será que resta alguma dúvida que os cães são animais tão (ou mais) amorosos que os próprios seres humanos?

Um post que viralizou no Facebook no último fim de semana está aqui para sepultar essa dúvida de uma vez por todas.

Na postagem, a estudante e voluntária da causa animal Kayla Filoon, de 20 anos, apresenta seu novo cãozinho de estimação, Russ, resgatado de uma casa que o maltratava todos os dias.

Foto: Facebook / Kayla Filoon
Foto: Facebook / Kayla Filoon

Kayla conta que o pit bull chegou no abrigo de cães com a aparência “cansada, triste e fragilizada” e que ele “precisava de muito amor para superar o trauma e ser feliz novamente”.

Para isso, nada melhor do que a própria estudante para ensiná-lo a lidar com as memórias ruins do passado, enquanto construía memórias novas nesse meio-tempo.

Ela adotou Russ há cerca de duas semanas e o levou para casa. Desde então, relata nas redes sociais o quão amoroso e carinhoso seu pit bull é.

Um bom exemplo foi uma foto compartilhada no Facebook, que mostra o cão sentado ao lado de sua mãe adotiva. Em um dado momento, Russ reclina a cabeça sobre o ombro de Kayla, fecha os olhos e fica naquele chamego até ela se dar conta. Fofo demais!

Foto: Facebook / @jeanie.holpe
Foto: Facebook / @jeanie.holpe

A foto já acumula mais de 57 mil reações no Facebook!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários