Enfermeira da linha de frente no combate ao coronavírus tem seu cachorro roubado

A polícia de Concord, Califórnia, nos Estados Unidos, está pedindo ajuda do público para encontrar um filhote que foi roubado da casa de uma família. O cachorro pertencia a uma enfermeira, que disse que seu cão, chamado Max, de 11 semanas de idade, foi levado de sua casa por volta das 10 horas da manhã de sábado.

O Departamento de Polícia de Concord postou sobre o animal, no Facebook, escrevendo "Atenção, você está prestes a ficar realmente revoltado com esse caso". O post incluía imagens de segurança do suspeito na entrada do imóvel, pegando Max e saindo de lá de bicicleta. O suspeito usava máscara facial e luvas.

"O suspeito é descrito como um homem adulto, vestindo um moletom com capuz escuro (manchas vermelhas nos cotovelos), boné escuro, jeans azul, sapatos escuros e luvas de borracha azul. Ele levou Max para longe da área andando de bicicleta branca e dourada", escreveu o departamento.

Na segunda-feira, o departamento publicou fotos mais claras do suspeito, tiradas das imagens de segurança.

Foto: Facebook / @ConcordPolice
Foto: Facebook / @ConcordPolice

Quando a mãe da enfermeira, que estava cuidando do animal, mandou uma mensagem para Mahler dizendo que o cachorro se fora, ela verificou as imagens de segurança de imediato. "Fiquei chocada e meu coração realmente desabou", disse Mahler. "Eu tive uma náusea muito forte no estômago."

Mahaler disse que o cachorrinho foi um presente de aniversário para seu filho de 4 anos e que ela não foi capaz de contar aos filhos o que aconteceu com o animal.

Agora ela está preocupada com o fato de Max não ser tratado adequadamente ou ser usado em brigas de cães. "Não queremos isso", disse Mahler. "Nosso objetivo era amá-lo e tê-lo em nossa família".

Mahler sofreu outros roubos desde que se mudou para a atual casa, em fevereiro, e se pergunta se foi o mesmo ladrão. Ela acredita que esse roubo pode ter sido planejado.

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários