Ciclista encontra filhote de cachorro perdido em estrada de chão e o carrega nos braços para sua casa

O que parecia ser um vulto era, na verdade, um pequeno animal que estava em busca de ajuda.

Muitos animais indefesos não têm escolhas a respeito do seu destino, ao contrário dos humanos que, em atitudes egoístas e desprezíveis, acabam os abandonando à própria sorte. Felizmente, a regra não se aplica para todos e o argentino Damian Macchi prova isso quando em um gesto de preocupação e empatia, acabou salvando a vida de um filhote de cachorro.

Tudo aconteceu quando Damian, que mora na Argentina, estava andando de bicicleta em uma estrada de terra distante da cidade e se deparou com um pequeno animal que corria no mato ao lado.

Ao perceber o movimento, Damian resolveu verificar o que se tratava e se deparou com uma indefesa filhota que estava sozinha e abandonada naquele lugar deserto.

O ciclista se comoveu com o que viu tanto quanto a canina que encontrou no homem, a esperança de ser ajudada.

Sem hesitar, Damian sabia que tinha que retirá-la dali e assim fez, em seus braços carregou a pequena cadela em sua bicicleta rumo à sua casa.

Veja o momento do resgate:

Foto: Reprodução / Damian Macchi
Foto: Reprodução / Damian Macchi

Parece que alguém ficou muito grata!

Após o resgate, o homem a levou ao veterinário e compartilhou a sua história nas redes sociais, em busca de um lar para a filhota.

Rapidamente, o relato alcançou muitas pessoas e a pequena conquistou o coração de uma família que a adotou e a nomeou de Juanita.

Ainda bem que tudo deu certo para Juanita, mas fica a lição para quem ainda abandona os animais: “Ela está feliz com sua nova família. Quero conscientizar as pessoas de que elas não devem abandonar”, disse Damian.

Realmente, as pessoas deveriam se envergonhar com um gesto de abandono desses!

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários