Sem ter com quem deixar seus cães dachshunds durante quarentena, motorista da FedEx resolve levá-los junto nas entregas

Todos saem ganhando com a situação: o dono, os cães e os clientes que recebem essa visita para lá de especial!

Muitos donos de pets passam o dia fora trabalhando e acabam utilizando serviços de creches para que eles não fiquem sozinhos durante o dia e possam se manter entretidos. Contudo, o que vem acontecendo atualmente por conta do coronavírus afetou o setor e muitos donos tiveram que buscar novas alternativas para não deixar os seus animais sozinhos.

O motorista do serviço de entregas FedEx, Daniel Nova, que vive em Oceanside, Califórnia, teve que se adaptar com a suspensão do funcionamento da creche que os seus dois cães, da raça daschund, passavam o dia.

Foto: Instagram / chorizo_cocoa
Foto: Instagram / chorizo_cocoa

Com a permissão do seu superior, Daniel começou a levar os cães junto para a realização das entregas. O motorista resolveu profissionalizar os seus cães Chorizo e Cocoa e providenciou coletes com a logo da empresa e até mesmo os equipou com óculos de sol. Tudo dentro dos conformes! “A decisão de trazê-los comigo nas entregas não foi fácil, mas meu supervisor é muito compreensivo.”

Devidamente equipados, a dupla percorre toda a rota de entregas com o dono, que garantindo a sua segurança, ajustou os cintos do veículo para os cães. A participação de Chorizo e Cocoa não consiste em ficar apenas no carro, eles descem e acompanham Daniel até a entrega da correspondência ao cliente.

Foto: Instagram / chorizo_cocoa
Foto: Instagram / chorizo_cocoa

O processo é de ganho para todos, Daniel se certifica que os seus cães estão bem, a dupla passa o dia todo passeando e na companhia do seu dono, enquanto os clientes contam com a alegre presença deles na entrega. Poderia ser melhor?

Foto: Instagram / chorizo_cocoa
Foto: Instagram / chorizo_cocoa

"Eles parecem aproveitar o tempo na rota - às vezes paramos nos parques locais do bairro e eu os deixo correr um pouco", disse Nava. "Também entregamos em um shopping local e os trabalhadores adoram vê-los."

Não temos dúvidas disso, bem que outras empresas poderiam aderir à ideia, não é? Muito bacana!

Olha a marra desses mini entregadores:

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo.
Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários