Homem guardou dinheiro por 10 anos para comprar ambulância para ajudar animais de rua; confira

Além de ajudar a salvar a vida de cães e gatos de rua, homem auxilia populares que precisam levar seus animais ao veterinário.

Muitos são os casos de animais abandonados e que precisam de ajuda para continuarem vivendo, mas felizmente, também é grande o número de pessoas com boas intenções e que promovem ações para ajudá-los.

Mesmo que nunca pareça o suficiente, o trabalho em prol dos animais é significativo e faz toda a diferença para aqueles que recebem essa ajuda. Balu, que vive em Pune, na Índia, dedica a sua vida para ajudar inúmeros animais que vivem em situações precárias e para dar continuidade à sua intenção, o homem guardou dinheiro por 10 anos para comprar uma van que possa ser usada como ambulância para locomovê-los.

Foto: Reprodução Youtube / Open Road India
Foto: Reprodução Youtube / Open Road India

O homem cobra das ONGs e donos dos animais cerca de 15 centavos por quilômetro para levá-los às clínicas veterinárias, sendo essa, a única fonte de renda sua e da família.

Com a experiência em acolher e tratar tantos casos, Balu aprendeu a prestar atendimento e a medicá-los, portanto, veterinários e abrigos confiam nos cuidados do homem. Além de realizar o transporte, Balu também abriga animais em sua casa quando não há mais espaço nos abrigos.

Foto: Reprodução Youtube / Open Road India
Foto: Reprodução Youtube / Open Road India

“Eu mantenho de 5 a 6 cães vadios em casa, alguns com pernas e patas quebradas. Agora esta é a minha vida, não posso deixar isso. Vou continuar fazendo isso para sempre”, afirmou Balu.

Que comprometimento admirável, Balu! Certamente os animais se sentem muito agradecidos por toda a ajuda prestada.

Acompanha um pouco da rotina de Balu com os animais:

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários