Bebê elefante chora por 5 horas após ser rejeitado pela mãe em reserva natural na China; vídeo

No reino animal, especialmente entre os mamíferos, os filhotes recém-nascidos são extremamente dependentes de suas mães após o nascimento. No caso dos elefantes, essa dependência é ainda mais acentuada.

Com uma gestação incrivelmente longa - de até 22 meses! - cria-se um vínculo muito poderoso entre mamãe elefante e filhote. Separá-los após o parto não é só revoltante como deveria ser algo passível de punição.

Foto: Reprodução Youtube /  NewsEDKennedy
Foto: Reprodução Youtube / NewsEDKennedy

No entanto, a história do pequeno Zhuang foge completamente disso. Após nascer na Reserva Natural de Animais Silvestres de Shendiashan, na China, o filhote precisou ser separado da mãe, que o rejeitou e tentou matá-lo depois do parto.

A separação causou uma imensa tristeza no elefantinho, que chorou por cinco horas, sem parar, mesmo com todo o carinho e apoio que a equipe de veterinários tentou, em vão, prover a ele.

Foto: Reprodução Youtube /  NewsEDKennedy
Foto: Reprodução Youtube / NewsEDKennedy

Apesar da rejeição, Zhuang será acolhido e cuidado pelas outras fêmeas da reserva chinesa.

De acordo com Ian Redmond, consultor de vida selvagem da ONG Born Free Foundation e especialista em elefantes, dar à luz pode ser uma experiência aterradora para alguns elefantes, pois eles “não agem por instinto”.

Foto: Reprodução Youtube /  NewsEDKennedy
Foto: Reprodução Youtube / NewsEDKennedy

“Em cativeiro, os elefantes não sabem cuidar de seus filhotes”, disse ele à BBC News.

Foto: Reprodução Youtube /  NewsEDKennedy
Foto: Reprodução Youtube / NewsEDKennedy

Felizmente, Zhuang sobreviveu à sua terrível experiência e tem sido cuidado pelo guardião que salvou sua vida e os outros elefantes da reserva.

Assista o vídeo comovente:

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários