Cachorro labradoodle fica extremamente feliz ao rever o seu vizinho idoso que estava doente

em Notícias
O idoso e o cachorro são amigos desde que ele era um filhote e o vínculo entre eles só se fortaleceu com o passar dos anos.

Os cachorros são ótimos em fazer amizades e são melhores ainda em mantê-las. Independente do tempo que fiquem sem ver os seus amigos, eles nunca esquecem das pessoas que por eles são queridas.

O doce cão Paul, um labradoodle, comprovou isso ao rever um grande amigo depois de alguns meses, o idoso Chris que estava doente. Os dois são amigos desde que Paul ainda era um filhote e sempre que eles se encontravam, Chris o recepcionava com guloseimas, assim como também faz com outros cães da vizinhança, portanto, não fica difícil entender porque o homem é tão adorado — por todos.

Os dois que são vizinhos em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos, se reencontraram recentemente após um longo período distante e a reação do Paul não poderia ter sido diferente: muito entusiasmada.

Junto da sua dona, Paul se aproxima do local onde está Chris, e o cachorro se apressa para poder finalmente abraçar o seu amigo, que já lhe esperava com as guloseimas prontas para serem entregues. A alegria mútua foi registrada em vídeo pela dona de Paul e, quando compartilhada nas redes sociais, acabou atraindo milhares de olhares admirados com a amizade entre os dois.

Realmente muito lindo! Assista:

“Desde que Paul era um filhote, ele se tornou o melhor amigo do meu vizinho, que o espera todas as manhãs em Cumberland Farms com guloseimas para cachorros. No início da pandemia, nosso vizinho ficou doente e não o vemos há meses. Hoje de manhã ele voltou e eles se reuniram”, disse a dona de Paul.

A reação de Chris não é diferente da de Paul e ao vê-lo retribui imediatamente o carinho. “Eu tenho saudade de você!” Atrás deles, há uma seleção de guloseimas para cachorros esperando na parede, e Chris diz: “Eu organizei todos eles para você!”

Que vínculo admirável, não é? Coisa linda de se ver!

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com