Depois de 10 anos, labrador é abandonado pelo dono com bilhete dizendo que cão ‘não aprendeu a ser bom’

O dono ainda deixou o cão amarrado no portão de um abrigo.

Quando um animal tem um comportamento mais retraído, arredio ou até mesmo agressivo, aulas de adestramento podem solucionar a questão. Agora, quando um ser humano é mau-caráter, já não se pode dizer que o problema também tem solução.

Depois de 10 anos, o dono de um labrador resolveu abandoná-lo de uma maneira extremamente fria e insensível: amarrado no portão de um abrigo em Sittingbourne, Inglaterra.

Foto: Reprodução / Swale Borough Council Stray Dog Service

Ao encontrarem o cão, que carregava um bilhete deixado pelo antigo dono que alegava que ele havia o abandonado porque ele ‘não aprendeu a ser bom’, os funcionários do abrigo ficaram surpresos com tamanha frieza.

Foto: Reprodução / Swale Borough Council Stray Dog Service

O animal poderia ter ficado por muitas horas naquela situação, felizmente, ele foi encontrado rapidamente pelos funcionários que o ampararam.

No bilhete tinha a seguinte mensagem: “Por favor, você pode me aceitar como meu dono, o antigo me abandonou depois de 10 anos porque eu não aprendi a ser bom, então voltei aqui onde ele me encontrou. Obrigado por cuidar de mim, desculpe pela inconveniência.”

Assim como os envolvidos do abrigo, muitas pessoas demonstraram preocupação com o rumo do labrador.

Foto: Reprodução / Swale Borough Council Stray Dog Service

“Ele agora estará sob nossos cuidados. Felizmente, nós o encontramos e tenho certeza de que a autoridade local não terá problemas para encontrar um novo lar para ele”, disse Corrina Shuttlewood, dona do canil.

Essas pessoas foram mais acolhedoras com o labrador do que o seu dono poderia ter sido, não é? Esperamos que ele consiga logo um lar de verdade e permanente!

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários