Milionário investiu todo o seu dinheiro para salvar a vida de cães na China

Por
em Notícias
Apesar de viver no país popularmente conhecido pelo consumo de carne de cachorro, o homem tem feito de tudo - literalmente - para preservar centenas de vidas animais.

Engana-se quem pensa que a boa ação de uma única pessoa não é o suficiente para fazer a diferença. Em amplitude social, é possível que tais atitudes não alcancem grande visibilidade, mesmo assim, são capazes de transformar a vida daqueles que são ajudados.

Sem buscar audiência, o milionário chinês Wang Yan resolveu investir todo o seu dinheiro para salvar a vida de centenas de cães que estavam condenados à morte. Tudo começou há alguns anos, quando o seu cachorro desapareceu e ele começou a procurar em vários lugares, entre eles, um estabelecimento que vendia carnes de cães.

Ele não encontrou o seu cachorro, mas as cenas que ele presenciou no ambiente hostil, o fez questionar sobre o seu papel na sociedade.

A pena que sentiu daqueles cães o levou a montar um centro de resgate em Helong, na China.

Desde 2012, Yan passou a acolher centenas de cães que viviam em condições de maus-tratos e já chegou a ter no centro de resgate mais de mil cães em que a maioria já foi adotada.

Com as altas despesas, porém, o milionário mantinha todos os custos - alimentação, exames, remédios - por conta própria, o que acabou comprometendo grande parte da sua fortuna, o levando a falência. Ele era anteriormente proprietário de uma fábrica de ferro e aço.

Seguindo a sua missão em ajudar a vida de tantos cães, Yan não aceita doações feitas em dinheiro, apenas em suprimentos e alimentos destinados diretamente para o uso dos animais.

Mesmo com as dificuldades, o homem não desistiu de ajudar a vida de tantos animais. Que ele possa encontrar recursos para que esse nobre trabalho siga acontecendo!

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários