Polícia indicia motoboy que roubou cachorro maltês em residência do RJ; vídeo

em Notícias

No dia 17 de agosto, câmeras de segurança da casa do carioca Sérgio Ricardo Santana flagraram o momento em que um entregador furta seu cachorro ao aproveitar que o portão da residência estava aberto.

As imagens repercutiram bastante nas redes sociais, motivando o entregador a devolver o cachorrinho da raça maltês para Sérgio. Ele alegou ter encontrado Neném perdido na Linha Amarela, no Rio de Janeiro (RJ).

“Eu não sei se ele estava de passagem ou estava fazendo entrega em outra casa na mesma rua. A gente fez o registro de ocorrência online e divulgamos o vídeo na internet. Graças a Deus, muita gente viu o vídeo e me ligou. Hoje de manhã ele devolveu o cachorro aqui em casa. Disse que encontrou perdido na Linha Amarela”, afirmou Sérgio.

Na última quarta (19), a Polícia Civil informou que vai indiciar o motoboy por furto. A filmagem das câmeras de segurança é clara: o homem pega o animal, esconde em uma mochila de delivery e deixa o local de motocicleta. Assista o momento:

Sérgio, dono de Neném, disse que não estava em casa no momento do furto. Seu cão, de 3 anos, é considerado não apenas parte da família para ele, mas como um filho.

“Eu não estava em casa, estava no trabalho. Minha sogra esqueceu o portão aberto, mas o cachorro não foge. Ele está até acostumado. Então, o motoboy viu o portão aberto, foi até o meu quintal, chamou o cachorro, botou na ‘bag’ e foi embora”, disse Sérgio.

“A minha sogra, minha esposa e minha filha tinham ido numa loja consertar a bicicleta da minha filha. Quando elas voltaram, o cachorro não estava lá. Minha mulher me ligou em pânico, desolada, o cachorro é um filho para a gente. Ela me ligou muito mal, muito abalada. A gente achou que ele tinha fugido. Quando ela viu que o motoqueiro pegou, ela ficou desolada. Eu tentei ficar tranquilo, mas é difícil”, completou o dono do cachorro.

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.