Cachorrinha vira-lata 'rastreia' jovem que a alimentou na praia e agora não desgruda mais dele

Há algumas semanas, o estudante Mohd Ridhuan encontrou um grupo de cães de rua ‘passeando’ em uma praia onde ele costuma ficar com seus amigos, em Johor Bahru, Malásia, no sudeste asiático.

Mohd sempre teve ‘uma quedinha’ por cães, e viu naquele grupo uma oportunidade para ajudar. “Tentei me aproximar deles e me arrisquei porque eles poderiam me perseguir”, disse o jovem ao portal The Dodo.

“Surpreendentemente, eles não o fizeram. Suas caudas balançaram quando me viram”.

Foto: Twitter / @AtukNature
Foto: Twitter / @AtukNature

Após os alimentar, Mohd foi embora. No dia seguinte, indo à praia, encontrou o grupinho de 4 cãezinhos uma vez mais. Aquilo passou a virar uma rotina. Entre um encontro e outro, um dos cachorros se aproximou mais do jovem: Sally, uma vira-lata fêmea marrom e branca.

Foto: Twitter / @AtukNature
Foto: Twitter / @AtukNature

Certo dia, quando o estudante não pôde fazer sua visita diária à praia, Sally o localizou na loja de conveniência onde ele trabalha e se recusou a sair de lá. Desde então, ela adotou a loja como sua casa (literalmente!), então agora pode passar bastante tempo com Mohd.

No entanto, quando o turno do rapaz acaba, ela faz uma carinha triste, porque sabe que só poderá vê-lo no dia seguinte. “Ela sempre faz uma cara triste toda vez que vou para casa”, disse Mohd. “Ela é carente, alegre e protetora.”

Foto: Twitter / @AtukNature
Foto: Twitter / @AtukNature

O jovem sabe que Sally está mais segura na loja ou no restaurante ao lado do que vagando pela praia, e ela parece concordar com ele. “Eu digo a ela: 'Se eu não estiver por perto, por favor, vá [ao restaurante] e não brinque na estrada'”, disse Mohd. “Ela me escuta ou dorme na loja esperando por mim.”

Mohd não pode levá-la consigo porque em seu prédio é terminantemente proibido ter animais de estimação. No entanto, ele disse que já está procurando por um novo lar que aceite a ida de Sally.

Foto: Twitter / @AtukNature
Foto: Twitter / @AtukNature

Enquanto isso, ele tem documentado seus momentos com a cachorrinha nas redes sociais.

Foto: Twitter / @AtukNature
Foto: Twitter / @AtukNature

“A primeira vez que postei sobre animais, especialmente cães, recebi muitos elogios e comentários”, disse Mohd. “Eu não me importo com isso - eu apenas vejo o lado bom e continuo fazendo o que estou fazendo”.

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários