Gatinha adora dormir na mochila e dono escreve bilhete avisando ‘gato por dentro, não pise’

Por
em Notícias
O jovem tinha separado a mochila para jogar fora, mas percebeu a sua gatinha dentro. Desde então, a mochila se tornou o lugar preferido dela dormir. Já sabemos quem dá a última palavra em casa.

Os donos de gatos sabem como eles são imprevisíveis e independentes, por isso, quanto mais escondido for o seu esconderijo, mais satisfeito eles parecem ficar.

A gatinha do jovem Andrew Zutty, que reside em Los Angeles, Califórnia, gosta de ficar em um lugar bastante peculiar para dormir: dentro de uma mochila. Tudo começou quando Andrew estava separando alguns objetos para jogar fora e entre eles, uma mochila velha.

Ao recolher a mochila, no entanto, Andrew percebeu que ela estava pesada e ao conferir o que tinha dentro, se deparou com a sua gatinha, Willow, bem à vontade.

“Muitas vezes ficamos surpresos ao encontrá-la enfiada em várias coisas pela casa. Seus lugares favoritos são profundos e escuros. Sob os lençóis, móveis, malas e, aparentemente, agora minha velha mochila”, disse Andrew.

Desde então, é lá que Willow passa a maior parte do seu dia tirando um bom e aconchegante sono. Não há nenhum problema na escolha do lugar, exceto pelo fato da gatinha correr risco de ser pisada por algum distraído.

“Minha colega de quarto percebeu que isso poderia representar um risco para ela, ela é tão pequena que, na verdade, parece uma mochila vazia jogada no chão. Então, ela escreveu um pequeno sinal grande para se certificar de que todos na casa soubessem quando estava ocupado”, disse Andrew. Ótima ideia, não é mesmo?

A solução foi escrever um bilhete escrito ‘gato dentro, não pise’. Dessa maneira Willow não perde o seu abrigo e nem corre riscos de ser pisoteada. Problema resolvido!

“Tenho certeza de que continuará a ser útil até que Willow encontre mais esconderijos na casa”, disse Andrew. Veja um dos momentos de Willow desfrutando seu descanso na mochila:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com