Vídeo: Amizade improvável entre leão, urso e tigre dura mais de 15 anos

A relação de afeto e proteção entre o trio tem ensinado muitas lições às pessoas, que pensam que espécies distintas não podem conviver em harmonia.

Às vezes um passado difícil é o elo mais forte para unir as pessoas e, claro, os animais. Esses três guerreiros - um urso, um leão e um tigre - foram muito negligenciados ainda filhotes com poucos meses de vida e foram encontrados em um porão sujo de uma fazenda em Atlanta, Geórgia, EUA, ainda filhotes. Os filhotes pertenciam a um traficante de drogas.

Se as condições precárias e inapropriadas já foram prejudiciais aos bichinhos em pouco tempo, imagine se eles tivessem sido mantidos no local? Possivelmente, nem vivos estariam.

Felizmente eles foram descobertos e resgatados pelas autoridades locais, e posteriormente, foram levados para o zoológico Noah's Ark Animal Sanctuary, localizado no mesmo estado. O que mais chamou atenção no caso, no entanto, foi como Baloo, o urso americano, Shere Khan, o tigre de Bengala e Leo, o leão africano, lidaram com a situação.

O ambiente diferente, mesmo que espaçoso, não foi o suficiente para afastá-los. Os funcionários do santuário pensaram que não era natural que esses predadores fossem amigos, mas eles sofreram muito quando foram separados e não paravam de chorar até que os trabalhadores os reunissem.

Desde então, eles nunca mais foram separados e permanecem unidos há mais de 15 anos, que foi quando chegaram ao santuário.

Leo, Baloo e Shere Khan tinham um vínculo extraordinário. No vídeo abaixo, você pode ver como eles se aconchegam com carinho.

Em 2016 e 2018, Leo e Shere Khan faleceram infelizmente. Todos no santuário ficaram com o coração partido, mas eles sabem que fizeram tudo o que podiam para dar-lhes uma vida maravilhosa. Eles também estão fornecendo a Baloo o apoio de que ele precisa e garantindo que ele saiba que não está sozinho.

É, parece que temos muito a aprender sobre a natureza com os protagonistas dela, né?

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com