Policial resgata cadela amarrada em poste e, apaixonado por ela, decide adotá-la

Por
em Notícias

Era apenas mais uma ronda de rotina pela periferia de Roma, capital italiana, quando um grupo de policiais encontrou uma cachorrinha covardemente abandonada, amarrada à um poste, exposta ao sol escaldante típico do verão mediterrâneo.

Sem pensar duas vezes, os oficiais retiraram-na dali e providenciaram água e comida para a cachorrinha. Em seguida, decidiram batizá-la de Maggie.

Naquela mesma tarde, eles compartilharam o caso no perfil oficial da polícia de Roma no Facebook. No post, relataram que a cadela de um ano foi amarrada horas antes a um poste em uma área pouco movimentada da capital.

Os agentes da delegacia de San Giovanni chefiados por Mauro Baroni notaram sua presença. Ela mal conseguia ficar de pé e parecia estar muito afetada pelo calor.

Após desamarrarem a pequena, os policiais não perderam tempo em ajudá-la a recuperar as forças. Depois disso, a cachorra foi levada até o canil municipal, onde os veterinários puderam examiná-la e medicá-la.

Segundo o jornal Today Itália, constatou-se que ela não tinha microchip de identificação, mas graças a uma investigação independente, seus donos foram identificados.

Os agentes de segurança foram até a residência deles, mas descobriram que eles haviam se mudado. Sem conseguir contato, declararam Maggie disponível para adoção.

Um policial que fazia visitas frequentes ao canil se apaixonou pela cadelinha e se dispôs a acolhê-la.

Michele, assistente da Polícia Estadual, é o novo dono da cadela e costuma levá-la com frequência à delegacia, onde ele trabalha. Para Maggie, a história teve um final feliz, e agora ela tem uma ótima família e um pai amoroso que sempre cuidará dela.

De quebra, ela ainda inspirou os agentes, que resgataram mais quatro cachorrinhos da rua naquela mesma semana.

Confira o post na íntegra:

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.