Cadela surpreende dona ao abrir sozinha portão instalado para impedir o seu acesso ao segundo andar da casa; confira

A tentativa da dona de impedir o acesso das suas cadelas no andar superior, cujo carpete havia sido trocado recentemente, não deu certo.

Por
em Notícias

Os cães são conhecidos pela sua inteligência e não é por acaso, mesmo sem receber instrução eles são capazes de resolver diversas situações por conta própria. Confome o site Daly Mail, a cadela Sophie, uma grande cruza de Shar-Pei dos Pirineus, mostrou isso com maestria à dona, Joy Hattie, de Morinville, Alberta, Canadá.

Após trocar os carpetes do andar de cima da casa, Joy instalou um portão de bebê nas escadas para que nem Sophie e nem a sua irmã Sadie tivesse acesso ao local. A professora, no entanto, ficou confusa ao encontrar as suas cadelas ao seu lado minutos depois de ter fechado o portão.

A situação se repetiu por alguns dias, fazendo com que Joy chegasse a questionar a sua sanidade ‘mas eu me lembro de ter trancado o portão’. Para descobrir o que acontecia, Joy repetiu o processo, subiu, ficou escondida espiando como as suas cadelas conseguiam ultrapassar o portão e se surpreendeu com o método utilizado por Sophie.

A esperta cadela ergueu o pino que trancava o acesso com o focinho e, sem maiores dificuldades, destrancou o portão e subiu livremente ao segundo andar. Como lidar com animais de estimação tão espertos como elas?

“Me escondi no banheiro no topo da escada com meu telefone na mão. Esse é o resultado!”, conta Joy.

Apesar de genial, a dona conhece a cadela que tem e afirma não subestimar sua inteligência.

“Não fiquei nem um pouco surpreso quando descobri o que ela estava fazendo. Sophie é uma cadela que tenta apanhar bolas com as patas dianteiras em vez da boca. Ela é muito inteligente, travessa e nos faz rir todos os dias”, expressa.

Veja o vídeo:

Inteligência animal

O estudo da inteligência animal tem uma longa história. Desde a publicação de A Origem das Espécies, de Darwin, os cientistas têm tentado compreender como os animais pensam, comparando e contrastando isso com o pensamento humano.

Podemos definir inteligência animal como a combinação de habilidades e capacidades que permitem aos animais a se adaptarem a viverem em ambientes específicos. Aprendendo a mudar seus hábitos e comportamentos.

Muitas espécies também são capazes de formar grupos sociais. Todas essas características são baseadas na capacidade do animal de processar informações e, avaliando essa capacidade, podemos fazer um julgamento a respeito da inteligência relativa de diferentes espécies.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários

Últimas histórias