Esquilo come fruta fermentada e acaba ficando 'bêbado'; vídeo

Por
em Notícias

Um esquilinho de Minnesota, Estados Unidos, saiu a procura de comida e acabou voltando bêbado para casa. Embriagado, ele foi filmado oscilando depois de comer peras fermentadas no quintal da família Morlok em Inver Grove Heights.

Antes que você questione como alguém pôde embriagar o bichinho, explicaremos o que aconteceu. Kathleen Morlok estava limpando a sua geladeira quando encontrou uma porção de peras velhas, que ela decidiu servir ao porco de estimação da família, Hamlet.

“Em vez de jogá-los fora, joguei dois no nosso deck para Hamlet. Não percebi que ele havia deixado uma embaixo da mesa do lado de fora, até que vi o pequeno esquilo vermelho feliz agarrando a coisa toda e correndo para as árvores”, disse ela ao Daily Mail.

Contente por ter garantido a refeição do esquilinho, ela decidiu colocar mais peras para quando ele voltasse. E, é nesse momento, que essa história começa a ficar estranha.

Bem, foi essa impressão que ela teve do bichinho, dizendo que ‘ele parecia estranho’. Cambaleando para trás e para frente, o esquilo parecia não ter controle físico e, ainda, estar em outra dimensão. Foi aí que Kathleen percebeu a origem do problema.

“Ele continuou recostado enquanto comia. Foi quando me ocorreu que as peras devem ter fermentado no fundo da geladeira”, conta Kathleen.

Assista ao vídeo:

A fermentação é um processo em que o alimento passa por mudanças químicas que podem converter glicose, frutose e sacarose em álcool. Quando Morlok deixou as peras no fundo da geladeira, eles podem ter passado por esse processo, resultando na desorientação do pobre esquilinho.

“Pobre rapaz. Eu joguei fora o resto das peras e a comida que você o vê comendo na tigela são sementes e milho. Fiquei tão preocupada com ele a noite toda!”, afirma.

Apesar da preocupação, a dona de casa conta que o visitante diário retornou no dia seguinte, recuperado da ressaca.

“Ele está de volta ao seu estado normal e está de volta para ser alimentado”, relata Kathleen.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com